Fale conosco pelo WhatsApp

Como funciona uma rinoplastia?

Rinoplastia
06 ago, 2020

A cirurgia plástica do nariz visa corrigir imperfeições e melhorar a aparência e a proporção do nariz em relação ao restante da face. Por conta dos bons resultados alcançados, é natural que muitas pessoas procurem informações sobre como funciona uma rinoplastia.

De fato, compreender como funciona uma rinoplastia é o primeiro passo para quem deseja seguir com esse objetivo. Isso porque é apenas entendendo sobre as indicações da técnica, como ela é feita e quais são os cuidados pré e pós-operatórios que o paciente poderá ter consciência ao optar por fazer o procedimento.

Embora muitas pessoas tenham interesse em realizar a rinoplastia para fins estéticos, a cirurgia plástica nasal também pode ser feita com o intuito de corrigir alguma disfunção do aparelho respiratório que seja causada por deformidades na estrutura do nariz.

De acordo com o último censo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), são realizadas por ano 1,7 milhão de cirurgias plásticas no País, sendo 60% delas com fins estéticos e 40% para atender demandas funcionais. A rinoplastia está entre os procedimentos mais procurados, representando 4% do total de intervenções.

Quando a rinoplastia é indicada?

Como visto, a cirurgia para o nariz também pode ser motivada por problemas funcionais na respiração, como o desvio de septo. Esse problema é um dos principais responsáveis pelo ronco — que atinge 40% dos homens e 30% das mulheres.

No entanto, a correção funcional pode ser realizada isoladamente, sendo chamada de septoplastia, ou em conjunto com a correção estética, sendo denominada de rinosseptoplastia. Portanto, demandas funcionais em conjunto com questões estéticas podem motivar a realização de uma cirurgia plástica no nariz.

Em outros casos, a motivação do paciente é exclusivamente estética, sendo realizada apenas a intervenção para correção da aparência nasal. Esse recurso auxilia no bem-estar, autoestima e satisfação pessoal dos pacientes. A rinoplastia, portanto, é a cirurgia mais recomendada para pacientes que sentem diferentes incômodos com a estética nasal.

A técnica possibilita mudanças como:

  • Alterar o tamanho do nariz;
  • Mudar a largura do dorso nasal;
  • Corrigir assimetrias e desvios nasais;
  • Amenizar a giba nasal;
  • Modificar a ponta do nariz, que pode ser afinada ou arrebitada, por exemplo;
  • Melhorar aspectos funcionais do nariz, entre outras alterações.

Apesar de este ser um procedimento estético bastante comum, é necessária a avaliação de um especialista em cirurgias plásticas para confirmar a possibilidade de realizar a rinoplastia de maneira segura e satisfatória.

Como é a avaliação para rinoplastia?

A avaliação é fundamental para o cirurgião plástico compreender as expectativas do paciente com o procedimento, avaliar qual técnica é a mais indicada para o caso e, principalmente, confirmar se a pessoa é uma boa candidata à rinoplastia.

Durante a avaliação, o especialista solicita a realização de exames a fim de se certificar do estado de saúde do paciente. Dentre as questões analisadas pelo cirurgião plástico para confirmar a possibilidade de realização da cirurgia plástica do nariz, estão:

  • Fatores de risco pré-existentes, como doenças crônicas;
  • Estrutura nasal para a passagem de ar;
  • Quadro atual de saúde do paciente;
  • Proporção do nariz em relação às outras estruturas faciais, como testa, queixo, bochechas, entre outras;
  • Motivação principal que levou o paciente a buscar a cirurgia, podendo ser uma necessidade tanto estética quanto funcional;
  • Elasticidade da pele do paciente;
  • Formato do osso nasal, que, dependendo do procedimento, precisa ser alterado;
  • Rigidez das cartilagens;
  • Estrutura interna do nariz (como septo, cornetos e válvulas).

Após realizar essa avaliação completa, caso considere o paciente apto à realização do procedimento, o cirurgião plástico irá explicar como ocorre a rinoplastia, esclarecendo todas as possíveis dúvidas do interessado.

Como a cirurgia plástica do nariz é realizada?

Um aspecto fundamental para saber como funciona uma rinoplastia é compreender a execução do procedimento em si. Durante a realização da rinoplastia aberta, que é a técnica mais segura realizada pelo Dr. Paolo Rubez, o especialista deixa expostas as estruturas nasais e as molda e reposiciona de acordo com a necessidade do caso.

É bastante comum que, caso as estruturas nasais do paciente não apresentem condições favoráveis ou não sejam suficientes para realizar o procedimento, sejam utilizadas cartilagens de outras partes do corpo do paciente, tais como costelas ou orelhas. A rinoplastia pode ser realizada sob anestesia geral ou local com auxílio de sedação, dependendo do que for mais confortável ao paciente e mais seguro para ele.

Em ambas as situações, o paciente pode receber alta em, no máximo, 24 horas, salvos os casos nos quais há a necessidade de um período maior de recuperação, como quando a rinoplastia é associada à outra cirurgia plástica, por exemplo.

Quais os tipos de rinoplastia?

Um aspecto relevante sobre como funciona uma rinoplastia é que não existe apenas um tipo de cirurgia plástica do nariz. A escolha pelo método mais adequado depende das particularidades do caso, preferência do cirurgião plástico e extensão das mudanças desejadas.

Como visto anteriormente, a rinoplastia pode ser aberta (fazendo uma incisão na columela nasal para reverter a ponta e melhorar a visibilidade das estruturas internas) ou fechada — quando as incisões são feitas apenas na parte interna do orifício nasal, mas limitando a visão do cirurgião plástico.

Além disso, diferentes condutas podem ser necessárias de acordo com o caso específico. Por exemplo, para diminuição do dorso nasal realiza-se a ressecção para remoção de tecidos, enquanto para correção da giba nasal é preciso fazer a fratura do osso, no caso de aumentar a projeção da ponta pode ser necessário o uso de cartilagens.

Todos esses aspectos devem ser considerados e explicados pelo cirurgião plástico, garantindo a definição do tipo de rinoplastia mais apropriado ao caso e que o paciente esteja consciente e entenda como o procedimento funciona.

Como é a recuperação da rinoplastia?

Um dos principais receios dos pacientes que desejam realizar a cirurgia plástica do nariz e estão em busca de mais informações sobre como funciona uma rinoplastia é quanto ao pós-operatório.

Uma pesquisa inicial pode fazer com que o paciente se depare com imagens de pessoas com a face roxa, inchada e com hematomas. De fato, esses efeitos colaterais ocorrem no pós-cirúrgico, mas são passageiros. Algumas das recomendações pós-operatórias da rinoplastia incluem:

  • Manter repouso por cerca de 10 dias, afastando-se do trabalho e escola;
  • Ingerir alimentos macios e frios nos primeiros dias;
  • Realizar compressas frias na face;
  • Manter a cabeça mais elevada que o tronco para reduzir o inchaço e possíveis sangramentos nasais;
  • Evitar a exposição solar;
  • Não usar óculos ou outros acessórios e objetos que pesem sobre a região operada;
  • Reduzir o uso de cosméticos e maquiagens.

Todas as recomendações do pós-operatório da rinoplastia serão apresentadas pela equipe médica antes da alta hospitalar. Segui-las corretamente garante uma recuperação mais adequada, segura e em menos tempo.

Entender como funciona uma rinoplastia é fundamental antes de optar por essa cirurgia plástica. Escolha um cirurgião plástico de confiança e esclareça suas dúvidas!

Fontes:

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP);

Clínica de Cirurgia Plástica Dr. Paolo Rubez.

Sobre o autor
Formado na Escola Paulista de Medicina / Unifesp, é especialista em cirurgia plástica e cirurgia da enxaqueca. Além disso, passou por sete estágios em Cleveland, nos EUA, na University Hospitals, para se aprimorar em Rinoplastia.