Fale conosco pelo WhatsApp

Mentoplastia masculina

Homem virado de perfil, fazendo uma avaliação -Mentoplastia masculina
27 set, 2021

Saiba quando o procedimento é indicado e como é realizado

Atualmente, os homens estão cada vez mais assumindo sua vaidade e, assim como as mulheres, querem melhorar a aparência. Muitos deles acabam buscando a cirurgia plástica para a correção de algo que foge da harmonia estética ou até mesmo pela perfeição. Um dos procedimentos mais procurados é a mentoplastia masculina, que visa remodelar o queixo para melhorar o contorno facial.

A projeção e a forma do queixo são diferentes nos homens e nas mulheres. Geralmente, o queixo masculino é mais projetado e largo, ao passo que, nas mulheres, ele é menos projetado e mais fino. Além das diferenças entre os sexos, existe uma variação de forma e contorno relacionada às diferenças étnicas, características familiares e fatores genéticos.

O volume do queixo, juntamente com a proeminência dos ossos da maçã do rosto, forma o chamado triângulo invertido da beleza, característico nas pessoas mais jovens. Ressaltar o queixo realça a triangularidade da face, tornando o rosto mais harmonioso.

Mentoplastia masculina: quando é indicada?

A mentoplastia masculina é indicada nos casos de hipomentonismo (queixo pequeno) sem alteração da oclusão dental. Nos casos em que há retração de toda a mandíbula e não somente do queixo, ou quando ocorre protrusão da maxila, esta cirurgia não está indicada, havendo necessidade de se realizar procedimento específico de cirurgia ortognática (cirurgia com atuação sob a mandíbula).

Em alguns pacientes pode ocorrer alterações da oclusão dental, havendo necessidade de se complementar o tratamento com ortodontia. As particularidades de cada paciente e a indicação ou não da mentoplastia são discutidas de maneira individualizada com o cirurgião antes da cirurgia.

Como é feita a mentoplastia masculina

  • Aumento do queixo: o procedimento é realizado com a inclusão de uma prótese de silicone ou de um segmento ósseo retirado da mandíbula. A opção entre o implante de silicone ou a inserção do segmento ósseo depende das condições anatômicas de cada paciente;
  • Diminuição do queixo: para os pacientes que possuem o queixo mais avançado, o procedimento cirúrgico consiste em retirar o segmento ósseo excedente. Tal técnica causa um recuo no queixo e harmoniza o desenho da face.

Cuidados antes da mentoplastia

Na véspera da cirurgia, o paciente deve fazer jejum de oito horas e se internar no hospital escolhido duas horas antes do procedimento. Na semana que antecede a mentoplastia, é recomendado evitar a utilização de qualquer medicação. A necessidade de uso de medicamentos deve ser informada ao cirurgião.

No caso de fumantes, deve-se evitar o cigarro nas quatro semanas que antecedem a mentoplastia masculina.

O paciente geralmente recebe alta no mesmo dia da mentoplastia masculina com indicação das medicações habituais para controle da dor (analgésicos), da inflamação (anti-inflamatórios), prevenção de infecções (antibióticos) e protetor gástrico.

É recomendado permanecer em repouso relativo, sem esforços exagerados, durante uma semana. Praticar atividades físicas ou se expor a situações de risco, como eventos e aglomerações, deve ser evitado por um período de um mês, enquanto a região operada está em processo de cicatrização.

A região do queixo pode apresentar marcas roxas por uma a duas semanas e inchaço variável por um período de um a dois meses.

O cirurgião plástico pode recomendar a mentoplastia masculina juntamente com a cirurgia do nariz, com o objetivo de atingir proporções faciais equilibradas. Isto porque o tamanho do queixo pode aumentar ou diminuir o tamanho percebido do nariz.

É preciso cuidado com procedimentos que são irreversíveis, principalmente aqueles que alteram a estrutura da face, como a mentoplastia. O processo natural de envelhecimento causa mudanças importantes na estrutura facial, e essas alterações devem ser levadas em consideração na hora de se decidir pela cirurgia. O primeiro passo para que a mentoplastia masculina seja feita de maneira segura é consultar um especialista neste tipo de procedimento.

Fontes:

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica;

Instituto Rubez de Cirurgia Plástica.

 

Sobre o autor
Formado na Escola Paulista de Medicina / Unifesp, é especialista em cirurgia plástica e cirurgia da enxaqueca. Além disso, passou por sete estágios em Cleveland, nos EUA, na University Hospitals, para se aprimorar em Rinoplastia.