Fale conosco pelo WhatsApp Fale conosco pelo WhatsApp

Benefícios do Lifting Facial

Lifting facial
08 dez, 2020

A cirurgia trata do cartão de visitas de cada pessoa, a face, e seus benefícios vão além da melhora estética do paciente.

O Brasil é o país onde mais se realizam cirurgias estéticas faciais. Segundo a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética, só em 2018 foram feitos 450 mil procedimentos estéticos no País. Os mais procurados são aqueles que envolvem correções estéticas no nariz e pálpebras, mas o que promove o rejuvenescimento facial já vigora entre os de maior interesse.

Este tipo de intervenção, também conhecido como ritidoplastia ou lifting facial, é o 7º procedimento estético mais realizado no Brasil segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). O objetivo é, primordialmente, combater os efeitos do envelhecimento na face.

Convém, se a intenção for efetuar uma ritidoplastia, conhecer em detalhes o procedimento.

O que é lifting facial e como ele é feito?

O lifting facial é uma cirurgia plástica que promove o rejuvenescimento do rosto. A técnica ameniza, ou mesmo elimina, por completo as rugas e a flacidez presentes na face do paciente. Trata-se de uma cirurgia pouco invasiva, segura e que quase sempre traz resultados até melhores do que aqueles esperados por esse indivíduo.

Além de combater a flacidez, um dos benefícios do lifting facial está em recuperar o tônus muscular e minimizar os vincos profundos abaixo das pálpebras, os quais por vezes se estendem até o canto da boca. Outro foco da intervenção é o combate à flacidez e ao excesso de gordura na região abaixo do queixo — ou seja, a conhecida e incômoda papada.

O procedimento no pré-operatório, na intervenção propriamente dita e no pós-operatório do lifting facial não é especialmente complexo. No entanto, demanda cuidados e atenção, como qualquer intervenção cirúrgica.

Primeiramente, no dia do procedimento a paciente, ou o paciente, deve dirigir-se ao hospital com um acompanhante. Deve estar em jejum já há oito horas. Não deve estar usando cosméticos ou joias, e é aconselhável que esteja com roupas confortáveis.

O lifting facial é realizado com anestesia local e sedação. Em alguns casos é usada a anestesia geral. Isto ocorre quando existem outros procedimentos sendo feitos simultaneamente à ritidoplastia, por exemplo, sendo que nesses o tempo de cirurgia é maior.

Exatamente, no que consiste o procedimento?

1º passo

O cirurgião realiza uma incisão de uma orelha até a outra orelha no paciente, seguindo a linha do couro cabeludo. Algumas vezes é preciso que exista uma segunda incisão, essa feita no queixo. Isto ocorre quando são solicitadas pelo indivíduo ao médico ações como a supressão de uma papada, por exemplo.

2º passo

Após a incisão, o especialista tem acesso às estruturas faciais que deverão ser reposicionadas e modificadas. Por exemplo: reposicionamento da gordura local visando amenizar sulcos faciais ou linhas e marcas de expressão no rosto.

 3º passo

A pele é esticada e o excesso é removido, o que garante a amenização da flacidez. Neste momento, vale frisar, é preciso que o cirurgião plástico tenha grande habilidade para evitar que o paciente saia da intervenção com uma pele “esticada” em demasia, com aparência artificial.

4º passo

Feitas as modificações na musculatura, o profissional encerra as alterações. A cirurgia tem duração média de duas a três horas. O tempo de internação necessário ao procedimento é de 24 horas, aproximadamente.

Para quais pessoas o lifting facial é indicado?

Falando objetivamente, a ritidoplastia é indicada contra os seguintes problemas:

  • Flacidez facial;
  • Linhas de expressão faciais muito marcadas;
  • Vincos profundos no rosto;
  • Sulcos faciais, como o nasogeniano (conhecido como bigode chinês);
  • Depósitos de gordura na face, ou depressões faciais;
  • Perda do tônus muscular no rosto;
  • Ocorrência de Papada;
  • Flacidez associada a depósitos de gordura, como nas bochechas.

São problemas, como pode-se perceber, relacionados com o avanço da idade, na maior parte dos casos. Há terapias não-cirúrgicas para casos assim. Algumas delas são a toxina botulínica ou o ácido hialurônico. No entanto, dificilmente elas geram resultados tão positivos como os benefícios do lifting facial, e em tão pouco tempo.

Cuidados pré-operatórios

Antes da intervenção, o paciente é submetido a uma avaliação ampla de sua saúde. Isto inclui exames de sangue, de urina e cardíacos, além de outras análises laboratoriais específicas para cada paciente. Algumas recomendações pré-cirúrgicas podem ocorrer, sendo as mais comuns:

  • Evitar o cigarro nos dias que antecedem a cirurgia e no pós-operatório;
  • Não ingerir medicamentos anticoagulantes, caso o cirurgião considere pertinente tal suspensão;
  • Não fazer uso de anticoncepcionais- se houver indicação do cirurgião;
  • Evitar o consumo de álcool;
  • Informar previamente qualquer indisposição à equipe médica.

Como é o pós-operatório do lifting facial?

Em geral, a evolução do paciente é tranquila no pós-operatório da ritidoplastia.

Um possível desconforto maior ocorre na primeira semana após a intervenção. Tal situação é amenizada com os seguintes cuidados:

  • Tomar analgésicos prescritos para aliviar a dor;
  • Dormir de barriga para cima e usando, preferencialmente, com dois travesseiros, visando manter a cabeça mais elevada e reduzir o inchaço da face;
  • Manter as bandagens e suturas colocadas pela equipe médica até o retorno;
  • Iniciar as sessões de drenagem linfática após 3 dias;
  • Não usar cosméticos na primeira semana após a cirurgia;
  • Não se expor ao sol na primeira semana pós-cirúrgica, e usar protetor solar;
  • Não mexer nas cicatrizes.

Quais os benefícios do lifting facial?

Geralmente, levam seis meses para que os benefícios do lifting facial fiquem totalmente evidentes, sendo que os principais benefícios são:

  • Um aspecto mais jovem, com amenização significativa das marcas de envelhecimento;
  • Resultados naturais, sem aspecto “repuxado” na pele;
  • Recuperação tranquila, com baixos riscos de complicações;
  • Procedimento seguro e eficaz.

Atenção: para a realização do procedimento e para que o paciente aproveite todos os benefícios do lifting facial, é fundamental escolher um cirurgião plástico de confiança, especializado nessa área, o que garantirá uma execução mais segura da técnica e a entrega de resultados mais satisfatórios.

O Dr. Paolo Rubez é formado na Escola Paulista de Medicina/Unifesp, especialista em cirurgia plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), sendo profissional apto para a realização do procedimento e ofertar todos os benefícios do lifting facial. Agende sua consulta!

Fonte:

Instituto Rubez de Cirurgia Plástica – Dr. Paolo Rubez;

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP);

Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética.

Sobre o autor
Formado na Escola Paulista de Medicina / Unifesp, é especialista em cirurgia plástica e cirurgia da enxaqueca. Além disso, passou por sete estágios em Cleveland, nos EUA, na University Hospitals, para se aprimorar em Rinoplastia.