Fale conosco pelo WhatsApp

Quais os cuidados com o curativo da rinoplastia?

Mulher com curativo da rinoplastia
22 fev, 2021

Os cuidados com o curativo da rinoplastia influenciam nos resultados da cirurgia plástica e na evolução satisfatória do quadro no pós-operatório

A rinoplastia está entre os procedimentos mais procurados em um consultório de cirurgia plástica, uma vez que o nariz possui grande importância na estética facial.

Antes de optar pela cirurgia plástica do nariz, entretanto, é importante informar-se detalhadamente sobre todas as etapas do processo, desde os exames iniciais, pré-operatório, execução da cirurgia e quanto ao curativo da rinoplastia. A seguir, saiba mais sobre a recuperação do procedimento.

Como é o pós-operatório da rinoplastia?

O pós-operatório da rinoplastia precisa ser cumprido corretamente pelo paciente, pois influencia diretamente nos resultados obtidos com o tratamento e minimiza as chances de complicações pós-cirúrgicas.

A região da face e do nariz é bastante sensível. Por esse motivo, é comum que no pós-operatório da rinoplastia o paciente apresente a face inchada, com hematomas, equimoses (sangue abaixo da pele) e vermelhidão.

Esses sinais são efeitos colaterais comuns e não indicam inflamação ou infecção pós-cirúrgica se não forem acompanhados de dor, sensação de tecidos latejantes e febre.

Para reduzir os hematomas, ter uma cicatrização mais satisfatória e minimizar as chances de complicações, algumas recomendações do pós-operatório da rinoplastia incluem:

  • Fazer repouso nos primeiros dias após a cirurgia, evitando esforço ou situações cansativas;
  • Manter a cabeça e tronco mais elevados, usando dois travesseiros para dormir e repousar;
  • Evitar curvar-se para frente ou para baixo para evitar sangramento nasal;
  • Não usar óculos ou outros objetos que incidam peso sobre a face;
  • Nos primeiros dias, adotar uma alimentação mais pastosa e fria, evitando alimentos duros;
  • Tomar apenas a medicação prescrita pelo médico, que pode incluir analgésico, anti-inflamatório e antibiótico;
  • Não se expor ao sol ou à friagem, além de usar sempre protetor solar para prevenir manchas na face;
  • Beber bastante água;
  • Fazer compressas frias, sem incidir peso sobre a face, para reduzir o inchaço.

Atividades físicas moderadas a intensas poderão ser retomadas entre 30 e 90 dias, de acordo com a recomendação do cirurgião plástico responsável, que vai avaliar a evolução do quadro.

Curativo da rinoplastia: quais os cuidados?

Um dos principais receios e inseguranças dos pacientes interessados na cirurgia plástica do nariz refere-se ao curativo da rinoplastia.

Finalizada a cirurgia plástica, o médico fará o fechamento da incisão cirúrgica. Ainda na sala de operação, ele colocará um curativo para imobilizar o nariz. Essa tala é importante para sustentar a estrutura nasal enquanto ela ainda está fragilizada, influenciando diretamente a cicatrização.

Antigamente, essa imobilização do nariz era realizada com gesso, no entanto, o material é pesado e incômodo. Atualmente, muitos profissionais utilizam placas termoplásticas.

Esse material é maleável em água quente, de forma que pode ser moldado exatamente no formato do nariz do paciente, garantindo melhor adaptação à anatomia nasal. Logo após ser moldado no formato do nariz, o material esfria e fica enrijecido.

A placa de imobilização é mantida por, em média, 7 dias. Para ajudar na fixação dela e tornar o curativo da rinoplastia mais discreto, frequentemente utiliza-se uma camada de micropore. Essa camada ajuda tanto na estabilidade da tala como também na redução do edema e acomodação das estruturas nasais na nova anatomia.

É essencial que o paciente não mexa nessas estruturas durante os 7 dias posteriores à cirurgia. Após esse período, haverá uma consulta com o cirurgião plástico para remoção do curativo da rinoplastia e higienização nasal.

Caso sinta incômodos durante essa primeira semana, é fundamental não assoar o nariz. Deve-se aplicar soro fisiológico nas narinas, mas não é recomendado forçar a região. Também deve-se evitar situações alérgicas que motivem o espirro ou mover o curativo apenas por curiosidade e ansiedade de ver o resultado.

Na consulta após os 7 dias, o especialista vai remover a placa termoplástica e fará um novo curativo da rinoplastia, dessa vez apenas com o micropore. Saiba mais sobre a rinoplastia!

Fontes:

Associação Brasileira de Cirurgia Plástica da Face;

Instituto Rubez de Cirurgia Plástica.

 

Sobre o autor
Formado na Escola Paulista de Medicina / Unifesp, é especialista em cirurgia plástica e cirurgia da enxaqueca. Além disso, passou por sete estágios em Cleveland, nos EUA, na University Hospitals, para se aprimorar em Rinoplastia.