Fale conosco pelo WhatsApp

O que é mentoplastia?

Mulher passando por um procedimento cirurgico - O que é mentoplastia?
13 out, 2021

Saber o que é mentoplastia é apenas primeiro passo antes de decidir por essa cirurgia plástica, sendo que informações adicionais devem ser buscadas para decisão mais segura e consciente.

Muitos pacientes têm interesse em cirurgias plásticas faciais, mas entender o que é mentoplastia, rinoplastia, lifting facial e demais procedimentos é essencial antes de escolher a técnica que melhor atende as expectativas quanto aos resultados.

É essencial que o processo de decisão sobre uma cirurgia plástica seja acompanhado por um cirurgião plástico de confiança e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) que vai explicar o procedimento, tirar dúvidas, informar as indicações e resultados possíveis, além dos riscos.

Dessa forma, escolher um cirurgião plástico e buscar informações confiáveis sobre o que é mentoplastia e aspectos dessa cirurgia é fundamental à segurança do paciente. Saiba mais a seguir!

O que é mentoplastia?

Afinal, o que é mentoplastia? Trata-se da cirurgia plástica indicada para alterações estéticas ou funcionais no queixo. A mentoplastia pode ser recomendada para aumentar o queixo, diminuí-lo ou corrigir assimetrias entre os dois lados.

Um aspecto importante é que, em muitos casos, a cirurgia do mento pode ser indicada para questões de saúde e envolver um reposicionamento da mandíbula, de forma que essas indicações funcionais podem demandar suporte multidisciplinar, incluindo fisioterapia para que o paciente reaprenda movimentos relacionados à mastigação e fala.

Portanto, a mentoplastia é uma cirurgia plástica complexa e que exige adequada avaliação especializada e ponderação sobre benefícios e riscos.

Quais são as indicações do procedimento?

Além de saber o que é mentoplastia, é fundamental que o paciente seja corretamente informado sobre as indicações do procedimento. As mais comuns incluem:

  • Queixo proeminente (macrogenia): quando o mento é maior e para frente, demandando a diminuição do queixo. Trata-se de uma cirurgia mais complexa e que pode envolver o reposicionamento da mandíbula e quebra do osso, aumentando o trauma cirúrgico e o tempo de recuperação;
  • Queixo deficiente (microgenia): quando o mento é menor, sendo indicada a mentoplastia de aumento. Nesses casos, utiliza-se uma prótese para ampliar a projeção do queixo, sendo a técnica mais buscada por pacientes uma vez que a execução é menos complexa;
  • Queixo assimétrico: quando os lados do queixo apresentam projeções diferentes, interferindo na harmonia facial e na satisfação do paciente com a estética do rosto.

A mentoplastia ainda pode ser indicada para alterações funcionais na mordida ou mesmo para correção da apneia obstrutiva, que compromete a qualidade do sono e está associada a problemas cardiovasculares e pode reduzir a expectativa de vida do paciente.

Como a cirurgia plástica do mento é realizada?

A técnica adotada na mentoplastia depende diretamente das motivações do procedimento. Apesar disso, geralmente, utiliza-se a anestesia geral e a incisão cirúrgica é feita na gengiva, evitando cicatrizes aparentes.

Quando voltada ao aumento do mento, a cirurgia envolve o uso de prótese de silicone ou por osteotomias, que consiste no seccionamento do osso.

Já a mentoplastia redutora envolve a remodelação ou reposicionamento do osso, considerando as demandas estéticas e funcionais do paciente, para obter melhor harmonia entre queixo e demais estruturas faciais como o nariz e a testa e também conforto na mordida.

Com duração de cerca de 90 a 120 minutos, a mentoplastia pode demandar um pernoite no hospital quando usada a anestesia geral.

O que saber antes da mentoplastia?

A decisão pela mentoplastia, como visto, envolve diferentes informações e ponderações do paciente. Algumas questões importantes incluem:

  • Escolha de um cirurgião plástico experiente na técnica cirúrgica que será realizada;
  • Profissional qualificado, mas também disposto a esclarecer as dúvidas sobre o que é mentoplastia e todas as implicações do procedimento;
  • Informações sobre os riscos da mentoplastia, como infecções e edemas, mas também complicações mais graves, como deformidade, erosão do osso, lesão do nervo mentoniano, extrusão do implante, subcorreção de problema estético, danos às raízes dos dentes e outros;
  • Informações sobre os cuidados pós-operatórios e viabilidade de cumprir as recomendações em sua totalidade.

Portanto, além de saber o que é mentoplastia, a opção por essa cirurgia plástica deve ser feita de forma consciente, com acesso às informações sobre o procedimento, o pré e pós-operatórios. Agende sua consulta para saber mais!

Fontes:

Instituto Rubez de Cirurgia Plástica;

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.