(11) 5093-3921 (11) 96445-1045 contato@drpaolorubez.com.br
Fale conosco pelo WhatsApp

Mentoplastia: Quando a Cirurgia é indicada?

Revisado por: Dr. Paolo Rubez CRM/SP: 124773 - 19 de setembro de 2019

Mentoplastia: Quando a Cirurgia é indicada?

A cirurgia de mentoplastia é um procedimento voltado para a região do mento, promovendo uma estrutura mais harmônica para o terço inferior do rosto (composto pelo queixo e pelos lábios). Muito procurada por celebridades mundo afora, a cirurgia plástica do queixo pode ser realizada para aumentar, diminuir ou corrigir assimetrias.

Um dos motivos pelos quais a mentoplastia tem crescido atualmente é a melhoria que o procedimento oferece para a face como um todo, sendo o mais procurado pelos pacientes o rosto fino e alongado. A seguir, o cirurgião plástico Dr. Paolo Rubez, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), explica como funciona a indicação da cirurgia do mento.

Quando fazer a cirurgia do queixo?

Todo paciente que deseja se submeter à mentoplastia deve realizar uma avaliação completa com o cirurgião plástico para saber se o procedimento é o mais indicado. Isso porque muitas vezes o indivíduo acredita que o mento está desproporcional quando, na verdade, é o nariz que não está harmônico com o restante do rosto. Ambas as estruturas exercem um papel determinante para a beleza facial, logo, é comum que o paciente tenha essa impressão.

Durante a primeira consulta o cirurgião plástico avaliará se o terço superior, médio e inferior, possuem comprimentos idênticos — fator essencial para a simetria da face. No geral, a cirurgia de mentoplastia é indicada nos seguintes casos:

  • Microgenia: quando o formato do queixo é menor que as demais áreas do rosto por uma questão congênita ou adquirida após um trauma no mento;
  • Macrogenia: trata-se da situação contrária, ou seja, quando o queixo é maior que as outras partes da face;
  • Assimetria: quando somente um lado do mento apresenta uma desproporção, seja para mais ou para menos.

Após o diagnóstico, o profissional escolherá a melhor técnica que proporcionará o equilíbrio esperado pelo paciente e a funcionalidade do mento. Dependendo do caso, a mentoplastia pode ser associada a outra cirurgia — como a rinoplastia, por exemplo — para potencializar o resultado. Tal questão é debatida entre cirurgião e paciente.

Como é realizada a mentoplastia?

Dependendo do tipo de deformidade que será corrigida, a cirurgia do mento pode ser feita utilizando uma técnica de redução do osso ou com um implante na área, este último chamado de mentoplastia de aumento. A genioplastia, como também é chamado o procedimento, costuma ser simples e rápida demorando aproximadamente 90 minutos para ser concluída.

O paciente fica sob anestesia no decorrer da cirurgia plástica do queixo, sendo que ela pode ser local ou geral conforme a técnica adotada (colocação de próteses ou manipulação dos ossos). A incisão é realizada na gengiva dos dentes inferiores. Por conta disso, não é necessário remover os pontos uma vez que eles são absorvidos pelo organismo com o tempo.

Antes e depois da mentoplastia
Imagem: Shutterstock

Mentoplastia antes e depois: cuidados importantes

É fundamental que o paciente siga à risca as recomendações do cirurgião plástico no pré e no pós-operatório para que o processo de recuperação seja tranquilo. Alguns dos cuidados antes da mentoplastia são:

  • Realizar os exames de sangue e imagem solicitados pelo profissional;
  • Informar o histórico médico e odontológico completo, sendo que este último auxilia o cirurgião a avaliar se a cirurgia plástica do queixo é suficiente;
  • Realizar um jejum mínimo de 8 horas, tanto de alimentos sólidos quanto de líquidos;
  • Suspender o uso de remédios anticoagulantes e à base de ácido acetil salicílico;
  • Redobrar os cuidados com a higiene bucal;
  • Interromper o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Parar de fumar.

Normalmente, o paciente recebe alta no mesmo dia do procedimento. Após a cirurgia de queixo o paciente deverá fazer o seguinte:

  • Tomar somente os analgésicos, antibióticos e anti-inflamatórios recomendados pelo cirurgião;
  • Ficar em repouso entre 7 a 10 dias
  • Aguardar cerca de 14 dias para retomar a rotina;
  • Evitar traumas no local operado;
  • Não consumir alimentos que exijam força para mastigar;
  • Fazer compressas de gelo para reduzir o inchaço e o aspecto arroxeado;
  • Diminuir a exposição do mento ao sol;
  • Dormir preferencialmente de lado;
  • Evitar alimentos quentes;
  • Praticar exercícios físicos apenas depois de 30 dias;
  • Assim como acontece nos cuidados pré-operatórios, o paciente deve intensificar a higiene bucal utilizando soluções antissépticas;
  • Comparecer às consultas de retorno para que o cirurgião analise o andamento da recuperação.

Seguindo os cuidados pós-operatórios é possível minimizar os riscos da cirurgia, tais como alergias à sutura, infecções e hematomas, obtendo um resultado mais natural. O tempo de cicatrização da cirurgia plástica no queixo pode levar alguns meses, sendo que o resultado fica mais evidente de 6 meses a 1 ano.

A mentoplastia é uma técnica definitiva que promove uma mudança significativa na autoestima do paciente, com impactos que também podem ser observados na capacidade de falar, respirar e comer. Caso queira aproveitar os benefícios da cirurgia do mento com um cirurgião devidamente registrado na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, entre em contato e agende sua consulta.

Fontes:

Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (ASPS);

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).