Fale conosco pelo WhatsApp

Como funciona o pré-operatório da Rinoplastia?

Como funciona o pré-operatório da Rinoplastia
08 dez, 2020

Os cuidados antes da cirurgia plástica no nariz colaboram para minimizar possíveis reações adversas no paciente.

A cirurgia plástica no nariz, tecnicamente chamada de rinoplastia, pode ter por finalidade o embelezamento ou a melhora da saúde e da funcionalidade do nariz. Em ambos os casos, é um procedimento já consagrado na medicina, o qual proporciona alto nível de satisfação aos pacientes após sua realização.

Mas e antes de tal realização? O que é necessário para que a cirurgia seja um êxito? Em suma: como funciona o pré-operatório da rinoplastia?

Vamos aqui elucidar tais dúvidas. É possível perceber que, embora existam cuidados e providências básicas a serem tomadas, elas são simples e podem ser garantidas por qualquer um que deseje ou precise submeter-se a uma rinoplastia.

O que é preciso fazer antes da cirurgia de rinoplastia?

A primeira e mais importante etapa é a consulta com um cirurgião plástico renomado, o qual indicará a melhor técnica a ser empregada em na rinoplastia, tendo em vista os melhores resultados a serem alcançados.

É importante que no momento de consultar-se com um profissional antes do procedimento, alertar o profissional acerca de qualquer doença pré-existente e/ou medicações em uso sejam relatadas. Absolutamente nada neste sentido deve deixar de ser mencionado ao cirurgião. Inclusive o uso de vitaminas e suplementos precisa ser informado, sendo algo fundamental no pré-operatório da rinoplastia.

Especial atenção para o tabagismo. Se o paciente é fumante, isso deve ser relatado ao médico. É importante que esse indivíduo pare de fazê-lo no mínimo 30 dias antes e 30 dias depois do procedimento. Obrigatoriamente.

É imprescindível que o profissional saiba do uso de medicamentos, tais como anti-inflamatórios e aqueles de uso contínuo, como a pílula anticoncepcional. Por sinal, fármacos com princípios ativos que interfiram na coagulação sanguínea são contraindicados e devem ser suspensos alguns dias antes da operação.

Por outro lado, podem ser mantidos medicamentos como anti-hipertensivos, hormônios tireoidianos e antidepressivos de uso diário. Mas aqueles outros que terão seu consumo suspenso no pré-operatório da rinoplastia devem parar de ser ingeridos, em sua maioria, 15 dias antes da data marcada para o procedimento.

Quais os exames necessários para fazer uma rinoplastia?

Após o sinal verde inicial dado pelo médico para a realização de uma cirurgia plástica no nariz, um conjunto de exames clínicos será solicitado. Eles trarão subsídios ao profissional para que decida se o indivíduo está apto para a cirurgia, sendo também indispensáveis no pré-operatório da rinoplastia. Tais exames são, geralmente, os que se seguem (algumas vezes o médico solicita outros, de acordo com as especificidades de cada paciente):

  • Exames de sangue: Hemograma completo visando a conferência de possíveis anemias e infecções, dentre outros fatores impeditivos;
  • Eletrocardiograma (ECG): Para uma avaliação cardiológica. Assim o cirurgião pode identificar fatores de risco e evitar problemas no centro cirúrgico;
  • Coagulograma: Este exame medirá o tempo de coagulação do sangue do paciente, levando em conta os seguintes fatores: Tempo de Sangramento (TS), Tempo de Coagulação (TC), Retração do Coágulo, Tempo de Ativação da Protrombina (TAP), Tempo de Ativação Parcial da Tromboplastina (KPTT ou TTPA) e o Número de Plaquetas;
  • Análise para medição de ureia, sódio, creatinina e potássio no corpo da pessoa. O exame de sangue é capaz de identificar o nível de cada um dos agentes mencionados;
  • Tomografia Computadorizada: Com esse diagnóstico de imagens, o cirurgião plástico terá uma visão mais completa do nariz, cartilagens e ossos a serem tratados, o que evitará imprevistos durante a cirurgia de rinoplastia.

Feitos todos os exames citados, e estando tudo bem com eles, já é possível se preparar para a intervenção.

Como dito, o primeiro fator a ser procurado pelo paciente quando se tem a intenção, ou se descobre a necessidade de fazer uma rinoplastia, é o profissional de saúde de sua confiança. Ele é quem indicará todos os cuidados pré-operatórios da rinoplastia, assim como realizará o procedimento.

Fontes:

Dr. Paolo Rubez – Instituto Rubez de Cirurgia Plástica;

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Sobre o autor
Formado na Escola Paulista de Medicina / Unifesp, é especialista em cirurgia plástica e cirurgia da enxaqueca. Além disso, passou por sete estágios em Cleveland, nos EUA, na University Hospitals, para se aprimorar em Rinoplastia.