Fale conosco pelo WhatsApp

Como funciona a avaliação para rinoplastia?

A avaliação para rinoplasria visa identificar a existência de alguma condição que contraindique o procedimento
09 mar, 2021

O alinhamento das expectativas e resultados de um procedimento cirúrgico devem ser esclarecidos na consulta com o especialista

Diante do relato de insatisfações do paciente, é feita a avaliação para rinoplastia, na qual o cirurgião checa quais alterações as estruturas nasais devem sofrer para atingir os objetivos esperados.

Essa conversa deve ser bastante detalhada, de modo a esclarecer quaisquer dúvidas com relação ao procedimento, riscos, técnicas empregadas, processo de cicatrização e o que esperar da conclusão da intervenção.

Avaliação para rinoplastia

A rinoplastia (cirurgia plástica do nariz) oferece opções de mudanças, que visam não apenas uma mudança estética, mas a melhora da respiração.

Isso significa alterar o tamanho das narinas, corrigir assimetrias, obstruções, afinar ou arrebitar a ponta do nariz. Conforme as insatisfações levantadas, na avaliação para rinoplastia, o cirurgião define o que realmente precisa ser feito.

Com o objetivo de remodelar o nariz dentro das suas próprias características ósseas e cartilaginosas, o especialista tem sempre a preocupação de instruir o paciente que pré-determinar um nariz não significa ter a harmonização ideal para seu biotipo.

Mesmo sabendo que o trauma psicológico de não se sentir bem com o próprio nariz influencia consideravelmente seu bem-estar, o cirurgião não colocará em risco a saúde do paciente.

Por isso, na avaliação para rinoplastia é feita uma análise do quadro clínico, visando determinar se o paciente apresenta algum tipo de contraindicação para o procedimento.

Exames pré-operatórios

Inicia-se a avaliação para rinoplastia com um levantamento do histórico médico e cirúrgico, apresentando possíveis problemas de saúde e doenças crônicas, os medicamentos de uso contínuo e consumo de álcool ou tabaco.

Todos esses detalhes são primordiais para executar a cirurgia com o máximo de segurança, diminuir as chances de intercorrências e efetivar os resultados.

O fato de o procedimento ser pouco invasivo, não significa diminuir os critérios na hora da avaliação para rinoplastia, assim, o cirurgião costuma pedir um check-up completo:

  • Exames de sangue: hemograma completo, coagulograma, dosagens de sódio, potássio, ureia, creatinina e glicemia;
  • Raio-x do tórax;
  • Eletrocardiograma;
  • Tomografia para análise das estruturas nasais.

Após os exames, o paciente deve ser avaliado e liberado para a cirurgia por um médico cardiologista.

A forma como se executa a rinoplastia determina se o resultado vai ser natural e influencia no aparecimento de cicatrizes, uma das grandes preocupações de quem se submete ao procedimento.

O sucesso da rinoplastia exige que o cirurgião plástico seja capacitado para executar com precisão as técnicas de reestruturação do nariz.

Portanto, ao buscar pelo especialista, o paciente deve checar sua formação e saber se é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

O que esperar da consulta com o cirurgião?

Durante a avaliação para rinoplastia, o cirurgião pode apresentar diversos recursos – desenhos, fotos de outros pacientes e simulações –  para o paciente entender as mudanças que serão feitas.

Por meio de um software, o cirurgião utiliza as proporções da foto do paciente para mostrar a possibilidade de mudança que melhor se encaixa em sua simetria facial.

O importante é entender que o nariz não será igual ao de um artista ou alguém famoso e, sim, o próprio nariz do indivíduo com algumas alterações para corrigir as imperfeições.

Na consulta de  avaliação para rinoplastia, o médio esclarecerá a evolução cicatricial, os retornos e procedimentos do pós-operatório e cuidados que o paciente deve ter.

Certos pacientes podem, no entanto, apresentar tendência à cicatrização inestética (hipertrófica ou queloide). Esse fato deverá ser discutido na consulta inicial, bem como suas características familiares. Pessoas de pele clara tendem a desenvolver menos este tipo de cicatrização.

Na fase de avaliação da rinoplastia, o paciente deve tirar todas suas dúvidas de como se comportar após a intervenção e entender todas as fases do processo de cura, para que não fique ansioso.

Fonte:

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Academia Brasileira de Cirurgia Plástica da Face

Núcleo Avançado de Cirurgia Plástica Hospital Sírio Libanês

 

 

 

Sobre o autor
Formado na Escola Paulista de Medicina / Unifesp, é especialista em cirurgia plástica e cirurgia da enxaqueca. Além disso, passou por sete estágios em Cleveland, nos EUA, na University Hospitals, para se aprimorar em Rinoplastia.