Fale conosco pelo WhatsApp

Como é realizado o procedimento de lipoescultura?

Abdômen marcado na região com excesso de gordura.

16 maio, 2022 Por:

Conheça mais detalhes desse procedimento, responsável por remover gordura localizada e reposicioná-la em regiões que necessitem de maior volume.

A lipoescultura é um procedimento estético-cirúrgico que visa remover a gordura excessiva de pequenas áreas do corpo para, depois, reposicioná-la em regiões estratégicas. O intuito desta intervenção é aperfeiçoar o contorno corporal, garantindo uma aparência mais bonita ao corpo.

Desta maneira, a lipoescultura se diferencia da lipoaspiração por não ser uma cirurgia focada em perda de gordura localizada, mas sim para a melhoria do contorno corporal. O procedimento se aplica em pacientes que desejam aproveitar a gordura de uma região do corpo que não responde às tentativas mais convencionais de emagrecimento, como alimentação balanceada e prática de atividades físicas.

A duração da lipoescultura varia para cada paciente, de acordo com a quantidade existente de gordura a ser removida, bem como com outros fatores, como a condição de saúde do indivíduo. Em geral, é comum que o procedimento se encerre dentro de uma a duas horas.

Como é feita a lipoescultura?

A lipoescultura é realizada com aplicação de anestesia local, infiltrada na parte do corpo de onde será aspirada a gordura excessiva. Contudo, o médico também pode indicar o uso de anestesia peridural, especificamente em casos de lipoaspiração de abdômen ou coxas.

Já em regiões como braços ou queixo, é possível que o tratamento seja feito com uso de apenas sedação. A lipoescultura apresenta uma sequência de passos, elencados abaixo:

  • Marcação da pele, para indicar a região de onde a gordura será removida;
  • Aplicação da anestesia e do soro na pele, com pequenos buraquinhos, de modo a evitar sangramento e desconforto, facilitando também a saída da gordura;
  • Aspiração da gordura excessiva, localizada debaixo da pele, através de um tubo fino;
  • Separação da gordura e sangue através de um aparelho específico para centrifugar líquidos;
  • Adição da gordura removida no novo local onde se deseja modelar.

Desta maneira, a lipoescultura faz com que a gordura excessiva seja removida para depois ser mais bem aproveitada, sendo introduzida em uma nova região do corpo carente da substância, tais como:

  • Rosto;
  • Lábios;
  • Coxas;
  • Panturrilhas;
  • Nádegas.

Pós-operatório da lipoescultura

É comum que depois da lipoescultura o paciente sinta uma leve dor, podendo também identificar alguns hematomas e inchaço nos lugares de onde a gordura foi aspirada, assim como na região onde ela foi reposicionada.

A recuperação é gradual, podendo demorar entre uma e quatro semanas, a depender da quantidade de gordura retirada e da região tratada. No entanto, é importante dizer que as primeiras 48 horas depois da lipoescultura são críticas, necessitando de maior cuidado.

Neste período, é essencial que o paciente fique com uma cinta elástica e evite esforço físico, realizando apenas pequenas caminhadas em casa para não provocar o surgimento de coágulos nas pernas.

O médico também pode receitar medicamentos para aliviar as dores e indicar que o paciente fique afastado do trabalho durante uma semana, tempo necessário para que os pontos da pele sejam retirados, garantindo o correto processo de cicatrização.

O pós-operatório da lipoescultura já permite que o paciente identifique alguns resultados. Contudo, é mais comum que os resultados definitivos só possam ser observados depois de três ou quatro meses, já que a região fica inchada durante algum tempo.

Os resultados costumam trazer curvas mais definidas na região de onde se removeu a gordura, enquanto a região em que ela foi aplicada tende a ficar mais volumosa e preenchida, diminuindo os sulcos.

É importante destacar que a lipoescultura não é considerada uma cirurgia de emagrecimento, mas é possível que alguns pacientes percam alguns quilos depois do procedimento, já que a gordura localizada é removida do corpo.

Trata-se, em geral, de um procedimento simples, que não apresenta maiores riscos. As dores devem ser controladas por meio da administração de medicação prescrita pelo cirurgião, e qualquer sinal de anormalidade deve ser imediatamente relatado ao profissional.

Saiba mais sobre a cirurgia de lipoescultura agendando uma consulta!

Fontes:

Dr. Paolo Rubez

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Dr. Paolo Rubez

Dr. Paolo Rubez

Cirurgião Plástico
CRM/SP: 124.773
RQE: 38.994
Formado pela UNIFESP, o cirurgião plástico Dr. Paolo Rubez coloca em prática toda a sua experiência em cirurgias estéticas, além de colaborar na disseminação da cirurgia de combate a enxaqueca, técnica em que é pioneiro no Brasil