(11) 5093-3921 (11) 96445-1045 contato@drpaolorubez.com.br
Fale conosco pelo WhatsApp

Cirurgia para Orelha de Abano

Revisado por: Dr. Paolo Rubez CRM/SP: 124773 - 22 de agosto de 2019

Cirurgia para Orelha de Abano

Orelhas mais proeminentes ou abertas são identificadas pejorativamente como orelhas de abano. Muito desconfortável para quem apresenta a condição, ela pode ser resolvida de forma rápida por meio da cirurgia para orelha de abano.

De baixa complexidade, a cirurgia para orelha de abano, chamada de otoplastia na linguagem médica, corrige essa pequena assimetria e restaura a confiança do paciente.

A cirurgia plástica na orelha pode ser feita a partir dos sete anos, fase em que a formação do órgão já está praticamente completa e pouco se modificará.  Confira a seguir todas as informações relevantes sobre a cirurgia de orelha de abano cedidas pelo cirurgião plástico Dr. Paolo Rubez.

Quais as características de uma orelha assimétrica?

As assimetrias ou deformidades auriculares podem ser percebidas logo após o nascimento, ou devido a um trauma na região. O defeito que mais causa constrangimento ao paciente é quando a orelha se projeta de forma acentuada para frente ou quando o seu tamanho (no caso altura) é desproporcional com o restante da face.

Além das más-formações relatadas, outros defeitos nas orelhas podem ser:

  • Ausência ou a redução do ângulo escafoconchal (anti-hélice);
  •  Concha hipertrófica;
  •  Indefinição da margem da hélice;
  •  Anormalidades do lóbulo.

É importante evidenciar que todas as condições relatadas têm tratamento, sendo possível prover ao paciente orelhas em formato simétrico e que combinem com o restante do rosto através da otoplastia.

Além da cirurgia plástica na orelha, hoje, alguns cirurgiões plásticos têm ofertado próteses de silicone que colaboram para corrigir a deformidade auricular ainda enquanto bebê. Reportagem do jornal A Folha de São Paulo mostrou o tratamento — já disponível no Brasil — que é feito em consultório.

A prótese de silicone é colocada na orelhinha do bebê e deve ser mantida por um tempo, que vai variar de acordo com a necessidade. Esse molde não pode ser retirado nem molhado.

Quando procurar um cirurgião para corrigir a orelha de abano?

Desde a infância já é possível corrigir as pequenas alterações estéticas nas orelhas. Para a realização da cirurgia para orelha de abano o paciente deve ter idade superior a sete anos, momento em que a formação da orelha está praticamente finalizada.

É uma prática comum a cirurgia plástica na orelha no início das atividades escolares, sendo essa fase em que as brincadeiras começam a se tornar mais frequentes e podem reverberar na autoestima da criança, assim como em seu desempenho educacional.

Muitos adultos também recorrem a metodologia cirúrgica para a correção da orelha de abano, em especial na fase de transição da adolescência para a vida adulta.

Dentre as cirurgias plásticas na região da face é uma das mais simples, mas que modifica a aparência de forma significativa aos pacientes que têm orelhas de abano.

Cuidados antes da otoplastia

É necessário que o paciente incomodado com a aparência de suas orelhas, procure por um cirurgião plástico devidamente registrado junto à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Tendo encontrado o profissional médico, é necessária uma consulta de avaliação, em que as deformidades serão avaliadas pelo médico e será desenvolvido um plano cirúrgico para definição do que será aperfeiçoado.

Alguns exames são necessários antes de entrar em centro cirúrgico, tudo para garantir segurança ao paciente. Com todos os exames em mãos e com a saúde em dia, basta agendar a data da cirurgia para orelha de abano.

Ilustração da cirurgia para orelha de abano
Imagem: Shutterstock

Como é a cirurgia para orelha de abano?

Por se tratar de um procedimento simples, pode ser aconselhado o uso de sedação leve e anestesia local para a realização da cirurgia plástica na orelha.

Outra opção é a anestesia geral, principalmente para crianças. O mais comum é a sedação com anestesia local, sendo que o paciente é liberado no mesmo dia.

A cirurgia para orelha de abano dura, em geral, de uma a duas horas. A correção da orelha de abano é feita com incisão na parte posterior (atrás) da orelha, retirado o excesso de cartilagem quando necessário e modelada através de pontos. Isso eliminará a projeção e irá melhorar o formato da orelha. Na orelha de abano é comum que não haja um bom formato da anti-hélice.

Cuidados após cirurgia de correção da orelha de abano

O paciente, assim que receber alta hospitalar, vai para casa com um curativo na cabeça. Ele serve para manter a região imóvel e protegida. O paciente irá fazer uso de antibiótico e medicamento para dor, caso necessário.

A higienização deve ser feita com o auxílio de sabonetes antissépticos e os pontos são absorvidos pelo organismo, sem prejuízo ao mesmo. É importante que o paciente passe pela consulta de retorno/avaliação após uma semana.

A faixa compressora deve acompanhar a rotina desse paciente por até 30 dias. O não uso pode acarretar resultado insatisfatório.  

Qual o tempo de recuperação da otoplastia?

O paciente pode retomar suas atividades de rotina em até uma semana. Exercícios físicos são liberados após três semanas. É importante que durante todo o período de recuperação seja usada a faixa elástica, pois, a cartilagem “tem memória” e pode retornar ao formato anterior ao da cirurgia.

Essas são algumas peculiaridades sobre a cirurgia para orelha de abano. Caso tenha outras queixas relativas às orelhas, agende uma consulta com o cirurgião plástico Dr. Paolo Rubez e verifique o protocolo de tratamento que trará o resultado esperado.

Fontes:

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica;

Revista Brasileira de Cirurgia Plástica;

Jornal Folha de São Paulo.