Fale conosco pelo WhatsApp

Blefaroplastia a laser: conheça as vantagens

Cirurgiã fazendo blefaroplastia a laser
07 out, 2021

Blefaroplastia a laser gera benefícios aos pacientes quando comparada à técnica tradicional. Conheça quais as indicações do tratamento e as vantagens dessa abordagem.

A blefaroplastia a laser, assim como a cirurgia tradicional, é voltada à correção de características inestéticas na região dos olhos, englobando as pálpebras superiores e inferiores, de acordo com as demandas do caso.

O objetivo da cirurgia plástica das pálpebras é corrigir bolsas de gordura, a flacidez da pele e possíveis fraquezas da musculatura o que permite alcançar um olhar rejuvenescido, com benefícios estéticos e funcionais.

Quais as indicações da blefaroplastia?

Tanto a blefaroplastia a laser quanto a técnica tradicional são indicadas para pacientes insatisfeitos com o aspecto estético da região dos olhos. Algumas das demandas que motivam essa cirurgia plástica incluem:

  • Ptose palpebral, que se trata da queda da pálpebra superior em decorrência da fraqueza muscular;
  • Pseudoptose palpebral, que é quando a queda da pálpebra deve-se à flacidez;
  • Quando há excesso de pele na região dos olhos;
  • Quando há acúmulo de gordura na pálpebra inferior;
  • Quando xantelasmas (pequenas bolinhas de colesterol) provocam incômodos estéticos;
  • Quando o paciente apresenta um olhar envelhecido e cansado devido à soma de fatores.

Além do incômodo estético dessas características, algumas delas podem resultar em problemas na visão do paciente, tornando a blefaroplastia ainda mais importante para evitar agravamento de condições oculares. É o caso, por exemplo, da ptose.

Apesar dessas indicações recorrentes da blefaroplastia, apenas o cirurgião plástico poderá avaliar se essa cirurgia plástica consegue atender as necessidades do paciente e se ele está apto à intervenção cirúrgica, o que leva em conta seu histórico médico e condições atuais de saúde.

Como é feita e quais as vantagens da blefaroplastia a laser?

A principal diferença entre a técnica tradicional e a blefaroplastia a laser consiste na incisão cirúrgica. Para realizar as alterações na pálpebra é necessário alcançar a parte chamada de septo orbital, que fica abaixo da camada de músculo.

Enquanto na cirurgia tradicional a incisão é feita com um bisturi, na blefaroplastia a laser utiliza-se um laser de CO2 que cauteriza a pele ao mesmo tempo em que faz o corte, o que reduz o trauma cirúrgico e sangramentos.

As etapas seguintes da cirurgia são iguais nas duas técnicas, envolvendo a retirada dos tecidos sobressalentes pela incisão, podendo ser o excesso de pele ou as bolsas de gordura, além da redistribuição dos tecidos quando necessário para um olhar mais harmônico e sem sulcos.

Após as alterações planejadas, as incisões cirúrgicas são fechadas com pontos que podem ser absorvíveis ou não, a depender do caso, e pode-se usar uma bandagem para proteção do local operado.

Mesmo que as diferenças entre as técnicas limitem-se a etapa de incisão da cirurgia plástica das pálpebras, a blefaroplastia a laser apresenta vantagens como:

  • Redução do trauma cirúrgico e possíveis sangramentos;
  • Mais rapidez e precisão na execução do procedimento;
  • Recuperação mais rápida;
  • Cicatriz mais discreta;
  • Redução dos efeitos colaterais da cirurgia, como edemas, inchaço e equimoses.

Portanto, mesmo com uma diferença sutil entre os procedimentos, o paciente pode ter diversas vantagens ao optar pela blefaroplastia a laser.

Quais são os cuidados antes e depois da blefaroplastia?

Apesar dos benefícios da cirurgia das pálpebras com laser de CO2 é fundamental que o paciente adote os cuidados adequados no pré e pós-operatórios. Antes da cirurgia, as recomendações incluem:

  • Interromper o uso de medicamentos e suplementos que alterem a coagulação sanguínea, como o ácido acetilsalicílico;
  • Fazer um planejamento cirúrgico multidisciplinar caso faça tratamentos contínuos, como para diabetes e hipertensão;
  • Manter um estilo de vida saudável, evitando tabaco nos meses que precedem o procedimento.

Já no período pós-operatório, mesmo com um procedimento menos traumático como a blefaroplastia a laser é importante adotar cuidados como: evitar a exposição solar, fazer compressas frias no local, tomar a medicação prescrita, evitar colocar a mão no local operado e evitar impactos.

Os cuidados pré e pós-operatórios, portanto, são fundamentais para alcançar melhores resultados estéticos e ter um tratamento mais seguro e eficaz. Saiba mais sobre a blefaroplastia aqui!

Fontes:

Instituto Rubez de Cirurgia Plástica;

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

 

Sobre o autor
Formado na Escola Paulista de Medicina / Unifesp, é especialista em cirurgia plástica e cirurgia da enxaqueca. Além disso, passou por sete estágios em Cleveland, nos EUA, na University Hospitals, para se aprimorar em Rinoplastia.