Tipos de incisões realizadas na rinoplastia

Tipos de incisões realizadas na rinoplastia

A rinoplastia, também chamada de cirurgia plástica do nariz, está entre os procedimentos estéticos mais realizados pelos brasileiros, atrás apenas da lipoaspiração e da mamoplastia. Antes de se submeter a essa cirurgia é importante que os pacientes conheçam as incisões da rinoplastia, que podem ser de diferentes tamanhos e locais.

A incisão é o corte realizado pelo cirurgião plástico para ter acesso à estrutura nasal do paciente. Ela será influenciada por diferentes aspectos, como se a rinoplastia é aberta ou fechada, quais alterações estéticas pretende-se alcançar, como é a anatomia do nariz, se serão realizadas intervenções funcionais juntamente com as estéticas etc.

Dessa forma, independentemente de conhecer as incisões da rinoplastia o paciente deve conversar com o cirurgião plástico antes de agendar o procedimento e perguntar qual será realizada no caso dele. Assim é possível realizar uma estimativa de onde e como estará a cicatriz resultante do procedimento.

Quais as principais incisões da rinoplastia?

Dada à importância da escolha da incisão para que o especialista consiga realizar as alterações estéticas e funcionais almejadas pelo paciente, assim como a influência na cicatriz resultante, explicamos a seguir nove tipos de incisões da rinoplastia. Confira!

Incisões Rinoplastia

Incisão columelar

A incisão columelar é realizada ao longo da columela (tecido mole que fica entre as narinas) em abordagens externas da rinoplastia. Essa incisão fica localizada, geralmente, entre a narina e a base da columela, sendo que pode ser realizada de diferentes formas de acordo com as indicações do especialista. O formato de V invertido ou em degrau são os mais comuns neste tipo de corte.

Incisão de transfixação

Esse tipo de incisão é mais recomendado para alterações no septo nasal, quando opta-se pela rinoplastia fechada. A incisão é realizada dos dois lados do septo membranoso.

Incisão Kilian

A incisão de Kilian é indicada quando a cirurgia é focada no septo nasal, mas sem associação com a rinoplastia. Nesses casos, são feitas incisões de 1 a 2 cm na parte de trás da extremidade caudal do septo cartilaginoso.  Ela é indicada, pois entende-se que é menos prejudicial para os mecanismos de apoio da ponta do nariz.

Incisão hemitransfixação

A incisão hemitransfixão é realizada em um dos lados do septo membranoso, estrutura que fica abaixo do septo cartilaginoso, na parte lateral do nariz.

Incisão weir/sill

Essa incisão que pode ser chamada de weir ou sill e refere-se a um termo não específico utilizado para descrever quando o corte estreita a base alar.

Incisão marginal

A incisão marginal recebe esse nome por ser feita na porção caudal (inferior) das cartilagens alares, às margens do nariz. Essa é uma opção tanto para casos de rinoplastia aberta como de fechada.

Incisão intercartilaginosa

A incisão intercartilaginosa é realizada na junção das cartilagens laterais superior e inferior do nariz. Em casos de rinoplastias fechadas para correção do dorso nasal, esse é considerado o principal acesso.

Incisão wedge

A incisão wedge é realizada entre o nariz e a bochecha e é usada quando o objetivo é estreitar a base alar.

Incisão no contorno alar

A incisão do contorno alar é feita ao longo da borda da narina, sendo bastante usada quando o objetivo é realizar a inserção de enxertos cartilaginosos durante a rinoplastia.

Conhecer quais os tipos de incisões da rinoplastia é essencial para uma decisão mais consciente sobre as características do procedimento e a escolha por fazê-lo. Lembre-se que o tipo de incisão será definido pelo cirurgião plástico de acordo com as particularidades do caso, mas o paciente tem todo o direito de ser informado sobre qual método será usado e os prós e contras dessa opção.