Tel: (11) 5093-3921 / (11) 96445-1045
Facebook do Dr. Paolo Linkedin do Dr. Paolo Instagram do Dr. Paolo Twitter do Dr. Paolo Canal do Youtube do Dr. Paolo

Principais causas e sintomas do desvio de septo

Principais causas e sintomas do desvio de septo

O desvio de septo é uma condição na qual a cartilagem, osso e mucosa que dividem as partes do nariz não se encontram centralizadas, pendendo para o lado esquerdo ou direito, dependendo do caso. Conhecer quais as causas e, principalmente, os sintomas do desvio de septo é fundamental para iniciar o tratamento adequado.

Inicialmente é preciso destacar que quase 80% das pessoas têm algum nível de desvio de septo, sendo que muitas vezes a condição não está relacionada com uma dificuldade maior para respirar. Assim, apenas casos mais graves exigem um tratamento específico para a condição. Veja a seguir quais as causas e sintomas.

Quais as causas do desvio de septo?

O desvio de septo pode ser causado por diferentes situações a que a pessoa é exposta ao longo da vida, portanto, ele pode surgir em diferentes momentos e com intensidades distintas. A condição também pode ser causada por predisposição genética, ou seja, quando algum membro da família também possui o desvio. Também é possível que a pessoa já nasça com a condição acarretada pelo desenvolvimento embrionário.

Outras situações que estão relacionadas com o aparecimento do desvio de septo são traumas que podem ser sofridos na face, principalmente se eles ocorrem na infância que é quando o desenvolvimento nasal ainda está ocorrendo. Entre esses traumas destacam-se:

  • quedas;
  • batidas durante a prática esportiva;
  • acidentes de automóveis;
  • choque;
  • trauma por objetos, etc.

Caso alguma dessas situações anteceda o surgimento de sintomas do desvio de septo pode-se procurar por um cirurgião plástico para verificar se houve o surgimento ou agravamento do quadro devido um dos traumas associados. Para tal, entretanto, é preciso saber como identificar o desvio de septo.

Quais os sintomas do desvio de septo?

Em muitos casos, o desvio de septo apresenta-se como assintomático, ou seja, o paciente não percebe alterações respiratórias que justifiquem procurar um médico. Isso se deve porque as fossas nasais podem ter tamanhos diferentes, mas não prejudicar a respiração ou, simplesmente pelo fato de a pessoa ter sempre respirado daquela forma e não saber que pode melhorar tratando o desvio. Os sintomas do desvio de septo estão, normalmente, relacionados com quando a condição apresenta um grau elevado de obstrução nasal o que dificulta a respiração. Os principais sintomas são:

  • retenção das secreções, com entupimento de uma das partes do nariz;
  • rinossinusite crônica;
  • apnéia do sono;
  • roncos e ruídos ao dormir;
  • cansaço devido a maior dificuldade para respirar;
  • dores de cabeça e na face;
  • sintomas de enxaqueca rinogênica;
  • sangramentos causados pelo ressecamento nasal.

Um ou mais desses sintomas pode significar que a pessoa tem desvio de septo e também que a condição é mais grave a ponto de provocar sintomas e dificultar a respiração no dia a dia.

O tratamento para desvio de septo consiste, normalmente, na septoplastia, cirurgia realizada com o objetivo de corrigir o desvio e melhorar a obstrução nasal, amenizando ou mesmo eliminando os sintomas. No entanto, apenas um médico poderá indicar se esse procedimento é o mais adequado, visto que rinites alérgicas também são causas frequentes de obstrução nasal.

Também pode ser necessário fazer a correção do desvio de septo quando o paciente pretende fazer uma rinoplastia. Essa indicação, no entanto, só pode ser feita pelo cirurgião plástico que vai avaliar o caso. Se identificar os sintomas do desvio de septo, procure um especialista.