Tel: (11) 5093-3921 / (11) 96445-1045
Facebook do Dr. Paolo Linkedin do Dr. Paolo Instagram do Dr. Paolo Twitter do Dr. Paolo Canal do Youtube do Dr. Paolo

Rinoplastia estruturada x redutora – Qual técnica e melhor

Rinoplastia estruturada x redutora – Qual técnica e melhor

A rinoplastia redutora refere-se à excisão incremental (ou remoção) de cartilagem nasal para alterar o contorno das narinas, da ponta nasal ou do dorso. Quando esse procedimento cirúrgico surgiu, a remoção do tecido esquelético era o único meio conhecido de alterar o formato do nariz. Embora os resultados estéticos fossem grosseiros e propensos à deformidade progressiva, não havia técnicas cirúrgicas alternativas.

Além disso, alguns pacientes submetidos a rinoplastia redutora conseguiam bons resultados: um nariz menor e com poucas imperfeições. No entanto, hoje o paciente procura um resultado perfeito e aparência natural.

Rinoplastia estruturada

Felizmente, hoje existe uma alternativa eficaz à rinoplastia redutora. Embora tecnicamente mais exigente do que a excisão da cartilagem, a rinoplastia estrutural visa preservar o suporte esquelético a fim de evitar as complicações resultantes da remoção excessiva da cartilagem. Em vez de cortar, remover e descartar grandes quantidades de cartilagem nasal (e potencialmente desencadear um colapso progressivo e descontrolado da estrutura nasal enfraquecida), a rinoplastia estruturada reposiciona, remodela e acrescenta  cartilagem nasal para obter um contorno nasal mais atraente. Este conceito simples, mas eficaz, maximiza a integridade esquelética, que por sua vez melhora drasticamente a precisão, confiabilidade e segurança da cirurgia estética nasal.

Os melhores resultados estéticos

A forma resultante da cirurgia plástica é elegante e natural e apresenta menos risco de colapso das vias aéreas ou deformidade tardia. Além disso, em pacientes com cartilagem nasal naturalmente fraca, enxertos de cartilagem podem ser usados para reforçar os elementos estruturais fundamentais e proteger ainda mais o nariz de deformidade tardia. Na rinoplastia estruturada, os enxertos de cartilagem podem ser posicionados com precisão e imobilizados e fixados com sutura, garantindo um contorno nasal forte e atraente. Quando aplicados corretamente, os enxertos permanecem invisíveis e tornam-se permanentemente incorporados a estrutura nasal recém-formada.

Embora uma rinoplastia bem-sucedida exija um cirurgião habilidoso para reconfigurar minuciosamente o nariz a ser operado, a rinoplastia estruturada garante que o novo nariz resista melhor aos inevitáveis rigores de cicatrização de feridas, a doenças e ao envelhecimento. A rinoplastia estruturada também reduz consideravelmente os riscos de deformidades nasais estereotipadas, tais como a retração da narina ou narinas excessivamente proeminentes – a “aparência operada” característica da excisão excessiva da cartilagem alar. Na verdade, na rinoplastia estruturada, o que não é realizado é tão importante quanto o que é. Daí os quatro R’s de rinoplastia estruturada – reter, reposicionar, remodelar e reforçar – tornaram-se o padrão-ouro da cirurgia nasal contemporânea.

Todas as dúvidas a respeito da rinoplastia devem ser esclarecidas antes com o cirurgião plástico, sendo importante escolher um especialista de confiança.