Tel: (11) 5093-3921 / (11) 96445-1045
Facebook do Dr. Paolo Linkedin do Dr. Paolo Instagram do Dr. Paolo Twitter do Dr. Paolo Canal do Youtube do Dr. Paolo

A rinoplastia deixa cicatriz?

A rinoplastia deixa cicatriz?

Ao surgir o desejo de realizar uma rinoplastia, seja por questões funcionais ou estéticas, muitos pacientes se questionam sobre as cicatrizes resultantes do procedimento, sendo este um importante aspecto a ser analisado em conjunto com o cirurgião plástico, antes de optar definitivamente pela cirurgia.

Assim como todo procedimento cirúrgico, a cicatriz resultante depende não apenas do cirurgião plástico no momento da realização da operação, como, também, dos cuidados adequados durante o período de cicatrização da rinoplastia.

A cicatrização completa da rinoplastia pode demorar entre seis meses e um ano. Sendo que já foram relatados casos nos quais, depois de alguns anos, ainda ocorreram mudanças devido ao processo de cicatrização.

A cicatriz da rinoplastia é aparente?

Por se tratar de uma intervenção estética que exige a abertura das estruturas nasais, a rinoplastia deixa cicatrizes. Entretanto, são extremamente discretas e tendem a se tornar imperceptíveis conforme o passar de alguns meses após a realização do procedimento.

Em casos nos quais inclui a correção das asas nasais, a cirurgia resulta em duas pequenas cicatrizes na região onde as asas se encontram com a face.

Como nos demais procedimentos cirúrgicos, com o passar do tempo as cicatrizes tendem a diminuir, tornando-se imperceptíveis.

Ainda que resulte em pequenas e discretas cicatrizes, esse fator não é um impeditivo para a realização da rinoplastia, principalmente quando o paciente deseja obter uma estrutura nasal mais harmoniosa com o restante da face.

Cicatrização da rinoplastia

Os cuidados com o pós-operatório e com a cicatrização da cirurgia plástica são essenciais para alcançar o resultado esperado e ter cicatrizes mais discretas do procedimento, resultado de um bom cuidado no pós-cirúrgico.

A cicatrização da rinoplastia é dividida em algumas fases. Inicialmente, logo após o procedimento, o cirurgião plástico faz o primeiro curativo, que consiste em uma tala que deve permanecer entre 4 e 7 dias no local, com o objetivo de dar sustentação às estruturas nasais, imobilizando e acomodando-as, pois elas ainda estão sensíveis devido à intervenção cirúrgica.

Após esse período a tala deve ser substituída, em consulta com o cirurgião responsável, por um curativo simples. Normalmente a indicação é de que ele seja usado por mais sete dias. A retirada dos pontos também irá proporcionar mais conforto ao paciente, que poderá, aos poucos, retomar suas atividades.

Após a retirada dos curativos, é importante se informar com o cirurgião sobre o uso de protetor solar facial, pois a exposição ao sol é prejudicial à cicatrização e pode deixar as cicatrizes mais aparentes em longo prazo.

É comum que, no período posterior à cirurgia, a região dos seios da face e ao redor dos olhos apresente hematomas e inchaços, principalmente quando é necessário fraturar o osso nasal.

O paciente não deve se preocupar, pois com a recuperação esses sinais irão desaparecer e em alguns dias após o procedimento podem ter sumido completamente, de acordo com o caso.

Com os cuidados adequados no pós-operatório e atenção com a pele após a recuperação, como com o uso do protetor solar, por exemplo, a cicatriz da rinoplastia se torna imperceptível.

É fundamental que o tema seja conversado com o cirurgião plástico antes da realização do procedimento, esclarecendo todas as dúvidas e garantindo mais segurança para o paciente.

Agende sua consulta