Tel: (11) 5093-3921 / (11) 96445-1045
Facebook do Dr. Paolo Linkedin do Dr. Paolo Instagram do Dr. Paolo Twitter do Dr. Paolo Canal do Youtube do Dr. Paolo

Mentoplastia

Mentoplastia

A mentoplastia, ou cirurgia plástica do queixo, é um procedimento voltado para pessoas que possuem o desejo de corrigir o aspecto do queixo, tanto em relação ao tamanho quanto o formato do mento, podendo ser redutora ou de aumento.

Quando a mentoplastia é indicada?

Conhecida por alguns especialistas em cirurgias plásticas faciais como genioplastia ou cirurgia plástica do queixo, a mentoplastia tem como principal objetivo proporcionar um equilíbrio entre as estruturas da face por meio da correção do queixo, principalmente em relação ao nariz e à fronte (testa). Devido a isso, é possível afirmar que a cirurgia plástica do mento é indicada para todo paciente que apresenta algum tipo de desproporção entre o queixo e o restante da face.

A indicação do procedimento deve ser feita apenas por cirurgiões plásticos e, na maioria dos casos, ocorre nas seguintes situações:

  • Macrogenia: Chamada também de queixo proeminente, é caracterizada quando o queixo do paciente é identificado, após análises do profissional, desproporcionalmente maior do que as outras áreas evidenciadas da face (nariz e testa);
  • Microgenia: Conhecida como queixo deficiente, a microgenia é definida nos casos em que o paciente apresenta o queixo menor do que a proporção ideal, não havendo um equilíbrio das regiões da face. Essa situação causa um aspecto de queixo recuado;
  • Assimetria: Ocorre quando apenas um dos lados do mento do paciente é proeminente ou deficiente.

Como é realizada a mentoplastia?

Antes de tudo, é primordial avaliar a característica da mordida do paciente, pois, em alguns casos, a correção do mento pode ser associada a um procedimento mais complexo, que é a cirurgia ortognática, para correção da mordida.

Uma vez que a mordida do paciente está correta, o mento é avaliado, principalmente em perfil, tendo a possibilidade de avanço ou redução. O posicionamento do queixo é fundamental para um balanço adequado de toda a face e compromete qualquer outra cirurgia quando não é tratado.

Na rinoplastia e na ritidoplastia, por exemplo, o mento tem papel fundamental no resultado. O avanço do mento, que é mais comum do que o recuo, pode ser feito por meio de aplicação de próteses de silicone ou poréx, bem como a partir de osteotomias, um procedimento que permite ao cirurgião plástico realizar o avanço do próprio osso da mandíbula do paciente.

Na mentoplastia redutora, por sua vez, o especialista realiza a remodelação ou o reposicionamento do osso do paciente. Durante a cirurgia, o cirurgião plástico adéqua o formato do osso do paciente e o fixa na posição ideal utilizando placas e parafusos de titânio.

Em ambos os procedimentos, tanto redutor quanto de aumento, utiliza-se anestesia geral.

Como é a recuperação da mentoplastia?

O período pós-operatório da cirurgia plástica do queixo é rápido, sem muitas dores, no caso do uso de próteses. Também não há muito inchaço ou roxidão, mas é preciso seguir todas as recomendações passadas pelo cirurgião plástico, que podem variar de acordo com cada caso.

É fundamental que, antes de realizar a cirurgia, todas as dúvidas do paciente estejam esclarecidas. Para isso, ele deve buscar um cirurgião plástico especialista e que passe credibilidade. De preferência, que seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Skills

Posted on

22 de novembro de 2016

Agende sua Consulta

Preencha o formulário ao lado para agendar a sua consulta com o Dr. Paolo Rubez. Em breve entraremos em contato para confirmar.