Tel: (11) 5093-3921 / (11) 96445-1045
Facebook do Dr. Paolo Linkedin do Dr. Paolo Instagram do Dr. Paolo Twitter do Dr. Paolo Canal do Youtube do Dr. Paolo

Blefaroplastia

Blefaroplastia

A blefaroplastia é a cirurgia plástica que visa corrigir as imperfeições da região das pálpebras dos pacientes. É um procedimento estético que tem como intuito promover o rejuvenescimento dos olhos. Devido a isso, é uma técnica muito procurada, atualmente, tanto por homens quanto por mulheres.

A cirurgia plástica das pálpebras tem por objetivo retirar todo o excesso de pele e bolsas de gordura da região superior e inferior dos olhos, promovendo rejuvenescimento da área peri-orbital.

É, aparentemente, considerada uma cirurgia simples, mas que envolve uma anatomia bastante delicada e particular que, se não levada em conta, compromete o resultado final. Portanto, é necessário um estudo meticuloso da região, em todos os seus detalhes, para que se trate de maneira pontual cada alteração do paciente em questão.

Para que o resultado atenda às expectativas do paciente, bem como para auxiliar o especialista, é importante uma comparação do paciente com uma foto antiga, jovem. Esse recurso pode revelar as reais alterações causadas pelo passar do tempo, além de ajudar na definição do aspecto final almejado.

Como é realizada a blefaroplastia?

Como o procedimento é voltado para amenizar o impacto do avanço da idade na região peri-orbital, as técnicas empregadas pelo especialista em cirurgias plásticas durante a cirurgia da pálpebra podem ser divididas nos seguintes passos:

  • Retirada do excesso de pele e bolsas de gordura presentes nas pálpebras, tanto superiores como inferiores;
  • Reposicionamento das estruturas;
  • Preenchimento de sulcos ou deformidades encontradas pelo especialista.

Contudo, antes de realizar a cirurgia, o profissional analisa, além de fotos antigas do paciente, toda a estrutura facial dele, a fim de obter um resultado natural.

Nos últimos anos este tipo de cirurgia tem sofrido algumas mudanças, considerando-se que a região peri-orbital tem aspecto mais rejuvenescedor quando se mantém certo volume de tecido ao redor dos olhos, portanto a abordagem tem sido mais conservadora, com a retirada apenas do excesso de tecido gorduroso para não deixar os olhos “fundos” e envelhecidos.

Diante dessa mudança na abordagem, em alguns pacientes, é realizada também a enxertia de gordura, retirada de outras partes do corpo com o auxílio de lipoaspiração, para preencher a perda dos tecidos locais.

Quando a blefaroplastia é indicada?

De acordo com especialistas em cirurgias plásticas, na maioria dos casos, a blefaroplastia é procurada pelas pessoas devido a finalidades estéticas, contudo, ela também pode ser indicada por outras questões.

Pessoas que sofrem com diminuição do campo de visão podem ser orientados à realização da blefaroplastia. Além disso, uma condição conhecida como ptose palpebral, na qual o paciente apresenta queda das pálpebras superiores de um ou ambos os lados, também pode ser tratada com a cirurgia plástica de blefaroplastia.

Existem casos, também, nos quais é necessário tratar a região do tarso, área das pálpebras que contém os cílios, visto que ela também pode estar enfraquecida e flácida devido à ação do envelhecimento da pele e estruturas faciais.

É possível associar a blefaroplastia a outras técnicas?

Em alguns casos, as marcas de idade presentes na região das pálpebras podem ser causadas pela queda da região frontal (testa). Quando isso é identificado pelo especialista, é analisada a possibilidade de associar a blefaroplastia a outros procedimentos, como a ritidoplastia (lifting facial) do terço superior da face , por exemplo.

Caso o paciente também tenha interesse, além de corrigir as imperfeiçoes das pálpebras, em realizar outros reparos faciais, como correção do nariz, por exemplo, o cirurgião plástico pode avaliar a possibilidade de associar o procedimento a uma cirurgia de rinoplastia, entre outras situações.

É preciso apenas confirmar algumas condições relacionadas à saúde do paciente, estrutura das regiões de interesse, tempo e procedimentos pós-operatórios e o tipo de anestesia utilizada. Na blefaroplastia a anestesia pode ser geral ou sedação intravenosa com anestesia local, dependendo do caso.

Como é o pós-cirúrgico da blefaroplastia?

Durante os primeiros dias de pós-operatório, o paciente irá apresentar edema (inchaço) e equimose (roxidão) no local e, até mesmo, certa dificuldade para abertura e fechamento das pálpebras. No entanto, essa situação se resolve em alguns dias, com ajuda de repouso e compressas frias.

Caso o paciente note qualquer alteração anormal, é fundamental buscar a orientação do especialista que realizou a cirurgia plástica das pálpebras. Por isso, é fundamental buscar um profissional de credibilidade.

Skills

Posted on

21 de novembro de 2016

Agende sua Consulta

Preencha o formulário ao lado para agendar a sua consulta com o Dr. Paolo Rubez. Em breve entraremos em contato para confirmar.