Tel: (11) 5093-3921 / (11) 96445-1045
Facebook do Dr. Paolo Linkedin do Dr. Paolo Instagram do Dr. Paolo Twitter do Dr. Paolo Canal do Youtube do Dr. Paolo

O que é blefaroplastia?

O que é blefaroplastia?

Por ser a pele mais fina do corpo humano, a pálpebra, juntamente com a região ao redor dos olhos, é a primeira a evidenciar os sinais do envelhecimento. A blefaroplastia é a cirurgia plástica realizada com o objetivo de rejuvenescer essa região facial ao eliminar bolsas de gordura e a flacidez localizada.

A blefaroplastia é a quarta cirurgia plástica mais realizada no Brasil, segundo o relatório de 2011 da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS). A técnica realizada predominantemente em pessoas a partir dos 40 anos de idade, também é comum em homens, sendo o público masculino responsável por 30% dos procedimentos realizados, de acordo com informações do Jornal do Brasil.

Como é a blefaroplastia?

Entre os objetivos ao realizar a cirurgia plástica da pálpebra destaca-se que ela permite:

  • A retirada do excesso de pele e bolsas de gordura da região;
  • Reposicionamento das estruturas;
  • Preenchimento dos sulcos e deformidades.

Devido a representar uma intervenção relacionada, principalmente, aos sinais da idade avançada, a blefaroplastia é procurada por pessoas interessadas em rejuvenescimento e com fins estéticos.

Entretanto, também pode ser indicada em alguns casos específicos para a melhora da condição de saúde do paciente. Esse é o caso de pessoas que apresentam redução do campo de visão relacionado à queda das pálpebras. A ptose palpebral é uma patologia que causa a queda das pálpebras superiores e que pode interferir na visão, qualidade de vida e autoestima da pessoa afetada.

Uma vez que a blefaroplastia é um procedimento que visa rejuvenescer e não alterar a anatomia do paciente, fotos antigas podem ser usadas para direcionar o trabalho do cirurgião plástico.

Quais os resultados possíveis com a blefaroplastia?

Os primeiros resultados possíveis com a cirurgia das pálpebras podem ser identificados a partir da segunda semana após o procedimento. No entanto, eles se tornam mais visíveis conforme a região desinche. Isso é possível no segundo ou terceiro mês após a cirurgia.

Os resultados definitivos, entretanto, devem ser visíveis entre seis meses e um ano após a realização da intervenção. Quanto mais firme a pele se encontra, melhores serão os resultados.

A cicatriz resultante da cirurgia é discreta, pois fica localizada na dobra da pálpebra, região que não fica visível quando o olho está aberto. No caso da pálpebra inferior, a cicatriz fica localizada dentro da conjuntiva, a parte interna dos olhos, ou externamente próxima aos cílios.

Para evitar que haja problemas futuros com a região, é necessário avaliar em conjunto com o cirurgião plástico se existe a necessidade de associar a blefaroplastia com o lifting frontal, por exemplo, ou outra intervenção estética que garanta melhores resultados a longo prazo.

Agende sua consulta