Tel: (11) 5093-3921 / (11) 96445-1045
Facebook do Dr. Paolo Linkedin do Dr. Paolo Instagram do Dr. Paolo Twitter do Dr. Paolo Canal do Youtube do Dr. Paolo

Enxaqueca crônica – mitos e verdades

Enxaqueca crônica – mitos e verdades

Muitos portadores de Migranea pesquisam sobre a condição que os afeta e acabam confusos com diversos mitos da enxaqueca crônica que dificultam entender o que realmente é verdade sobre essa condição, como ela pode ser diagnosticada e tratada.

Identificamos diferentes verdades e mitos sobre a enxaqueca crônica e preparamos uma lista com as principais informações sobre essa condição. Confira!

Mitos da enxaqueca crônica

Conheça cinco mitos da enxaqueca crônica e descubra o que é verdade ou não sobre essa doença que atinge milhões de pessoas no mundo.

Dor de cabeça crônica pode ser sintoma de tumor ou aneurisma cerebral: MITO

Pacientes que têm dor de cabeça crônica há muitos anos e com dor intensa podem ter receio de que ela seja um sintoma de um tumor ou aneurisma cerebral. No entanto, isso não ocorre. Caso o paciente esteja de fato com um aneurisma ou tumor, ainda que os sintomas iniciais possam sugerir enxaquecas, é provável que em poucas semanas surjam outros sintomas neurológicos.

Crianças não sofrem com a enxaqueca: MITO

Apesar de muitas pessoas acreditarem que a enxaqueca é um problema que afeta apenas adultos, estima-se que entre 4% e 8% das crianças sofram com essa doença. Ela costuma aparecer aos 5 anos, em média, e desaparece espontaneamente na puberdade em 40% dos casos.

Enxaqueca crônica não tem tratamento: MITO

A enxaqueca possui diversos tipos de tratamento que permitem reduzir a quantidade e intensidade das crises, como medicamentoso, alternativo, com toxina botulínica ou cirurgia para enxaqueca. Apenas um médico especialista pode prescrever o tratamento mais adequado para o paciente.

Pode-se tomar analgésicos para cefaléia sem indicação médica: MITO

Apesar de muitos medicamentos para amenizar crises de cefaleia consistirem em analgésicos simples, a prescrição deve ser realizada por um médico, uma vez que a automedicação pode agravar o quadro, tornando as dores mais intensas e frequentes.

A toxina botulínica A cura a enxaqueca crônica: MITO

Diferentemente do que muitos pacientes acreditam, a aplicação de toxina botulínica. A pode auxiliar na prevenção de crises e redução da intensidade, no entanto, esse tratamento não é capaz de tratar permanentemente a doença, e ainda deve ser repetido de 3 em 3 meses.

Verdades da enxaqueca crônica

Conheça agora algumas verdades sobre a enxaqueca crônica e melhore sua qualidade de vida tomando algumas precauções básicas, mas eficientes sobre a doença.

Quem dorme mal tem mais chances de ter o problema: VERDADE

A qualidade do sono é um aspecto muito importante para quem sofre de enxaqueca crônica. Assim, evite dormir muito mais ou menos do que o normal, ainda que precise dormir um pouco menos nos finais de semana. Horas regulares de sono todos os dias são essenciais.

Alimentos podem desencadear crises: VERDADE

Determinados tipos de alimentos como chocolate, queijo, frituras, embutidos, vinhos e outros podem provocar as crises, dependendo do quadro do paciente. Portanto, reduza o consumo desses itens quando possível.

Mulheres são mais acometidas pela enxaqueca crônica: VERDADE

Ainda que muitas causas da enxaqueca não sejam claras, as mulheres têm mais propensão a desenvolver o tipo crônico da doença. A OMS estima que 20% das mulheres no Brasil tenham a doença, enquanto a margem masculina é entre 5% e 10%.

A enxaqueca pode ser genética: VERDADE

Pesquisas indicam que a enxaqueca pode sim ser uma ocorrência hereditária e dessa forma, herdada de pais para filhos. Caso a doença afete seus pais e você comece a sentir os sintomas, procure um médico.

Hábitos saudáveis melhoram os sintomas da enxaqueca crônica: VERDADE

Muitos gatilhos de crises de enxaqueca estão diretamente relacionados com hábitos ruins, dessa forma, ter qualidade na alimentação, horas de sono e atividades físicas ajuda a minimizar as ocorrências da doença.

Agora que você já conhece essas verdades e mitos da enxaqueca crônica, procure um médico de confiança para iniciar o tratamento mais adequado para o seu caso.