Tel: (11) 5093-3921 / (11) 96445-1045
Facebook do Dr. Paolo Linkedin do Dr. Paolo Instagram do Dr. Paolo Twitter do Dr. Paolo Canal do Youtube do Dr. Paolo

É possível associar a rinoplastia a outra cirurgia plástica?

É possível associar a rinoplastia a outra cirurgia plástica?

Muitas pessoas que procuram um cirurgião plástico com a intenção de realizar uma intervenção cirúrgica ficam interessadas em associar procedimentos, devido, principalmente, à redução de custos e à uma única recuperação. A rinoplastia, por exemplo, é uma das cirurgias plásticas que podem ser associadas com outras.

A avaliação do cirurgião plástico é fundamental na hora de decidir por realizar duas cirurgias associadas, pois diversos fatores devem ser avaliados, garantindo que não haja riscos para o paciente, tanto durante a realização da cirurgia, como no pós-operatório.

O que avaliar ao associar procedimentos?

A associação de procedimentos é uma prática relativamente comum. Muitos pacientes optam por realizar mais de um procedimento de uma vez, visando reduzir gastos, pois os custos com a equipe médica e internação são diminuídos, gerando economia.

Entretanto, apenas a motivação financeira não é suficiente para realizar cirurgias associadas. O cirurgião plástico especialista responsável pelo caso deve analisar uma série de fatores para que seja seguro executar o procedimento dessa forma. Entre as questões que devem ser avaliadas destacam-se:

  • O paciente deve permanecer anestesiado por um período máximo de 5 a 7 horas;
  • As posições indicadas para realizar o procedimento devem ser compatíveis. Por exemplo, não é possível associar uma rinoplastia com cirurgia de glúteo;
  • Condição de saúde do paciente, avaliando se existe alguma doença crônica prévia que possa prejudicar o pós-operatório.

Rinoplastia associada a correção de desvio de septo

A rinoplastia pode ser realizada com fins estéticos, mas também ter como objetivo corrigir problemas funcionais, como o desvio de septo, que prejudica a respiração. A associação dos procedimentos é muito comum e, nesse caso, recebe o nome de rinosseptoplastia.

Quando realizada isoladamente, a cirurgia de correção do desvio de septo recebe o nome de septoplastia, sendo feita uma incisão internamente, que não deixa cicatrizes aparentes. O procedimento leva cerca de uma hora e a alta hospitalar pode ocorrer no mesmo dia.

Quando associada a cirurgia plástica com a septoplastia, o procedimento leva, em média, três horas e exige um período maior de recuperação.

Rinoplastia associada à mamoplastia

Entre as associações cirúrgicas mais frequentemente realizadas está a de unir a rinoplastia com a mamoplastia, seja para aumentos dos seios, remodelagem ou redução.

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica indica apenas que haja cuidado com o tempo para a realização da operação. Entretanto, como ambas as técnicas são relativamente rápidas, não há extrapolação do tempo cirúrgico, sendo seguro para a paciente.

No caso de associar a rinoplastia com a mamoplastia, além de benefícios quanto ao uso de recursos, avaliação pré-operatória, realização de exames etc., a paciente ainda obtém vantagens no pós-operatório, pois a recuperação de ambos os procedimentos, como repouso e retorno ás atividades, é realizada de uma vez.

Para associar a rinoplastia a outra cirurgia plástica, um cirurgião plástico deve ser consultado para avaliar se os dois procedimentos podem ser realizados em conjunto, assim como analisar o quadro de saúde do paciente para confirmar se ele tem condições de realizar as cirurgias associadas.

Agende sua consulta