Tel: (11) 5093-3921 / (11) 96445-1045
Facebook do Dr. Paolo Linkedin do Dr. Paolo Instagram do Dr. Paolo Twitter do Dr. Paolo Canal do Youtube do Dr. Paolo

Qual a diferença entre mamoplastia e mastopexia?

Qual a diferença entre mamoplastia e mastopexia?

As técnicas voltadas para a correção estética dos seios são diversas, como a mamoplastia e a mastopexia. No entanto, é importante conhecer quais são as indicações de cada procedimento, pois eles proporcionam resultados diferentes.

Muitas mulheres buscam na cirurgia estética dos seios uma forma de aumentar a autoestima e a satisfação com o próprio corpo. Algumas desejam reduzir ou aumentar, outras preferem corrigir imperfeições e a flacidez.

Portanto, para escolher a técnica mais alinhada com os objetivos, visitar a um cirurgião plástico é essencial.

Diferenças entre mamoplastia e mastopexia

Conhecer como a mamoplastia e a mastopexia podem atender aos objetivos estéticos existentes com a intervenção é o primeiro passo para escolher o procedimento correto. Saiba mais sobre essas técnicas!

Mamoplastia

A mamoplastia é a cirurgia plástica que tem como objetivo alguma alteração no volume dos seios. Pode ser indicada tanto a mamoplastia redutora quanto a de aumento, sendo que cada uma delas também tem indicações específicas:

  • mamoplastia redutora: procedimento indicado para mulheres que apresentam seios muito grandes e que podem causar algum problema associado, como dores nas costas, irritações na pele, depressões nos ombros devido o uso contínuo do sutiã ou mesmo pela insatisfação da paciente. As cicatrizes resultantes são maiores, em “T”invertido;
  • mamoplastia de aumento: técnica que tem o objetivo inverso, sendo indicada para mulheres que têm seios pequenos e estão insatisfeitas com esse aspecto, desejando seios mais volumosos. As cicatrizes finais são bastante reduzidas e pouco perceptíveis.

Observa-se que, em ambos os procedimentos, a intervenção limita-se à mudança de tamanho dos seios, seja para aumentar ou diminuir as mamas.

Mastopexia

A mastopexia é o procedimento indicado para mulheres que desejam reverter o caimento natural dos seios, chamado de ptose mamária, realizar o reposicionamento a aréola ou retirar a flacidez da região, elevando as mamas e melhorando a simetria. Por tais razões, a técnica também é conhecida como lifting de mamas.

Essa cirurgia estética é indicada quando o objetivo da paciente é a correção das mamas devido ao caimento ou flacidez, podendo ainda satisfazer casos de perda de elasticidade da pele. As mamas podem adquirir essas características devido a mudanças de peso, amamentação ou envelhecimento.

No lifting das mamas o cirurgião plástico pode realizar a retirada do excesso de pele, mas também a redução ou aumento do volume mamário, ao mesmo tempo. As cicatrizes resultantes são semelhantes às da mamoplastia redutora, em “T” invertido.

Quando cada uma é indicada?

A mamoplastia, seja de aumento ou redutora, é indicada para mulheres que, a partir dos 18 anos, demonstram insatisfação com os seios devido ao tamanho. Em alguns casos a paciente pode desejar reduzir seios muito fartos ou em outros aumentar seios pequenos. O objetivo, no entanto, refere-se sempre a uma mudança no volume das mamas.

A mastopexia, por sua vez, é uma técnica indicada para mulheres, normalmente mais velhas ou após amamentarem, em que a principais queixas são o caimento e flacidez das mamas. Nesses casos, o lifting das mamas é a técnica indicada para reverter esse quadro de desagrado.

É possível substituir um procedimento pelo outro?

Como visto, cada técnica visa atender a um tipo de demanda relacionada com a estética dos seios, sendo que um procedimento não pode substituir o outro devido a diferente natureza dos problemas que são capazes de atender.

Entretanto, uma possibilidade é realizar a combinação das técnicas. Dessa forma, a mastopexia pode ser associada tanto à mamoplastia redutora quanto a de aumento, de acordo com as demandas da paciente.

O mais indicado é procurar um cirurgião plástico para realizar uma avaliação. O especialista indicará quais as vantagens de realizar cada um dos procedimentos, assim como quais os benefícios de realizá-los de forma combinada.