Como fica a cicatriz do lifting facial?

Como fica a cicatriz do lifting facial?

O lifting facial, também conhecido como ritidoplastia, é um procedimento para o rejuvenescimento facial. Devido à extensão das mudanças, entretanto, muitos pacientes que desejam realizar a técnica ficam preocupados com a cicatriz do lifting facial.

Uma vez que a cicatriz do lifting facial é um receio frequente dos pacientes, explicamos a seguir como é realizada a cirurgia e quais cuidados podem ser tomados para melhorar a cicatrização do procedimento.

O que é lifting facial?

O lifting facial é um procedimento que tem como objetivo rejuvenescer a face por meio da retirada do excesso de pele e reposicionamento das estruturas faciais, medidas essas que contribuem para amenizar as linhas de expressão, rugas e sulcos.

Existem diferentes técnicas para ritidoplastia de acordo com o interesse do paciente, que pode ser focado no terço superior da face, que são supercílios e testa, terço médio formado pela parte abaixo dos olhos, bochechas e bigode chinês, e terço inferior, para correções na região abaixo da boca, como queixo e pescoço.

Dessa forma, o procedimento usado pode variar de acordo com os objetivos do paciente. Entretanto, em geral, o cirurgião plástico realiza uma incisão iniciada na têmpora do paciente, estendendo-se para baixo pela linha à frente das orelhas, circulando a orelha e terminando no couro cabeludo.

Verifica-se, portanto, que a incisão para o procedimento é extensa, entretanto, ela segue a linha do couro cabeludo, de forma que normalmente a marca seja ocultada pelo cabelo. Além disso, o cirurgião plástico visa realizar suturas bastante delicadas, para que a cicatriz do lifting facial seja discreta, praticamente imperceptível.

Nenhuma cirurgia pode ser realizada sem resultar em cicatrizes, ainda que elas sejam discretas e em locais mais escondidos. Portanto, desconfie de profissionais que garantem que a cirurgia de rejuvenescimento facial não terá cicatrizes.

Qual o tamanho da cicatriz do lifting facial?

A cicatriz do lifting facial, portanto, segue a mesma linha da incisão realizada pelo cirurgião plástico — da têmpora até a linha à frente da orelha e encerrando no couro cabeludo.

Um benefício da cicatriz do lifting facial é que, apesar de presente, ela é bastante discreta, pois fica na mesma linha do couro cabeludo. Com o tempo, a tendência é que ela fique mais clara, entretanto, não desaparece completamente, como qualquer outra cicatriz. O período para que ela amenize é entre seis e 24 meses, em média.

Quais os cuidados com a cicatriz?

Existem diversos cuidados que podem ser tomados após a ritidoplastia que permitem amenizar a cicatriz do lifting facial, reduzindo tanto a vermelhidão e riscos de infecção dos pontos, como também o surgimento de quelóide.

O primeiro passo é garantir que os cuidados pós-operatórios da ritidoplastia serão realizados como indicado pelo cirurgião plástico responsável, como evitar atividades pesadas nos primeiros dias de recuperação, pois o esforço pode causar o rompimento dos pontos.

A exposição solar também está os principais vilões da cicatrização. No caso da ritidoplastia esse risco é ainda mais elevado, sendo que o paciente deve evitar a exposição solar nos primeiros 90 dias após o procedimento e a exposição total só pode ser retomada após 6 meses da técnica. Durante todo esse período e mesmo depois, o uso do protetor solar é fundamental para que a cicatriz do lifting facial seja mais discreta.

A alimentação é outro aspecto determinante, sendo importante seguir a recomendação médica para o pós-operatório imediato. Mas mesmo depois a dieta deve ser balanceada e conter alimentos saudáveis. Entre os alimentos não recomendados estão o álcool, opções com excesso de sódio e gorduras trans.

Normalmente, os pontos da ritidoplastia, quando necessário, são retirados entre 7 e 14 dias após o procedimento, sendo que os cuidados com a cicatriz do lifting facial devem ter início já no pós-operatório imediato para uma melhor aparência futura dela e menores riscos de inflamação.

 

Fontes:

Dr. Paolo Rubez (CRM/SP : 124773)