Tel: (11) 5093-3921 / (11) 96445-1045
Facebook do Dr. Paolo Linkedin do Dr. Paolo Instagram do Dr. Paolo Twitter do Dr. Paolo Canal do Youtube do Dr. Paolo

Como é realizada a avaliação para a cirurgia de enxaqueca?

Como é realizada a avaliação para a cirurgia de enxaqueca?

A cirurgia de enxaqueca é uma técnica descoberta por volta dos anos 2000 pelo cirurgião plástico Dr. Bahman Guyuron, que percebeu que os pacientes acometidos pela enxaqueca passavam a apresentar melhora após a realização de alguns procedimentos estéticos voltados para a região frontal da face.

Após realizar uma série de pesquisas e estudos, o especialista e a equipe puderam compreender a relação entre as cirurgias plásticas e a melhora dos sintomas da enxaqueca. O conceito por trás da relação é de que, durante os procedimentos, os ramos dos nervos trigêmeo e occipital eram descomprimidos, devido à remoção de estruturas, como músculos, vasos sanguíneos, ossos e fáscias.

Os ramos desses nervos, que são os responsáveis por boa parte da sensibilidade da face, couro cabeludo e pescoço, ao serem comprimidos por essas estruturas, passam a liberar neurotoxinas que proporcionam a inflamação de nervos e membranas ao redor do cérebro, causando os sintomas da enxaqueca (dores intensas, náuseas, sensibilidade à luz, ao som, entre outros).

Quando a cirurgia de enxaqueca é indicada?

O procedimento da cirurgia de enxaqueca pode ser orientado por um especialista para a maioria dos pacientes diagnosticados com Migrânea e que apresente duas ou mais crises da doença ao longo de um mês e que apenas a administração de medicamentos não se mostra eficiente. A técnica também pode ser indicada para pacientes que sofrem reações, efeitos colaterais ou tenham algum tipo de contra-indicação à medicação.

Além disso, o procedimento também pode ser solicitado pelos pacientes que, devido às fortes dores e demais sintomas, têm a vida social comprometida pelas crises de enxaqueca, afetando, inclusive o lado profissional.

No entanto, para considerar um paciente apto à cirurgia de enxaqueca o especialista deve realizar uma série de avaliações do estado de saúde dele.

Como é a avaliação para a cirurgia de Migrânea?

O primeiro critério que o especialista deverá avaliar é se o caso apresentado pelo paciente trata-se realmente de enxaqueca ou alguma outra enfermidade. O diagnóstico de Migrânea (Enxaqueca) é feito por um neurologista, que é o médico capaz de identificar se o quadro é de fato uma Enxaqueca, ou outro tipo de cefaléia. O diagnóstico de enxaqueca é clínico, mas o médico pode solicitar alguns exames para excluir outras causas da cefaléia.

Após a confirmação da Migrânea, é necessária a análise de um especialista a fim de identificar qual o tipo de enxaqueca e, consequentemente, qual o tipo de cirurgia de enxaqueca é a mais indicada para o caso.

Em algumas situações, os especialistas realizam um teste anterior ao procedimento. Esse teste consiste na injeção de toxina botulínica nos locais identificados como focos iniciais das dores da enxaqueca no paciente. Pacientes que têm boa resposta à toxina botulínica ou a bloqueios anestésicos locais, têm grande probabilidade de responderem bem à cirurgia.

 Depois de realizados todos esses procedimentos, o passo seguinte é a cirurgia de enxaqueca, que possui o objetivo de descomprimir os ramos do nervo trigêmeo ou occipital, que são irritados pelas estruturas adjacentes, causando as crises de enxaqueca.

Agende sua consulta