Tel: (11) 5093-3921 / (11) 96445-1045
Facebook do Dr. Paolo Linkedin do Dr. Paolo Instagram do Dr. Paolo Twitter do Dr. Paolo Canal do Youtube do Dr. Paolo
O que é columela pendente e quais técnicas podem resolver esse problema?

O que é columela pendente e quais técnicas podem resolver esse problema?

A columela pendente é uma condição na qual ocorre uma acentuação da curvatura da borda caudal da columela, tecido localizado entre as narinas, o que causa a exposição da pele do septo membranoso do nariz, incomodando bastante as pessoas afetadas por essa característica. Apesar do nome ser pouco conhecido, a condição afeta muitas pessoas que ao procurarem por um cirurgião plástico são informadas que se trata de uma ocorrência comum entre homens e mulheres, sendo que o incomodo maior se dá na vista de perfil, pela exposição maior das narinas. O tamanho excessivo da columela pode ser revertido por meio de uma cirurgia plástica do nariz. Também é importante ressaltar que, quando a rinoplastia primária é realizada de forma indevida ou sem conhecimento técnico suficiente por parte do cirurgião plástico, uma das consequências do procedimento pode ser esta curvatura indesejada da columela. Dessa forma, a escolha do cirurgião plástico deve levar em consideração a experiência prévia do profissional com procedimentos estéticos nasais de forma que não ocorra uma sequela indesejada a partir da cirurgia. Quais as técnicas para tratar a columela pendente ? Assim como outras imperfeições nasais, a columela pendente também pode ser revertida com a realização de uma rinoplastia. Nessa cirurgia estética o objetivo é reduzir a projeção inferior da columela, de forma que as narinas fiquem menos expostas. A redução é realizada por meio da aproximação das cartilagens da ponta, e da pele em excesso, ao septo caudal . O objetivo é dar às narinas um formato elípitico, sobretudo no perfil, balanceando a columela com a asa nasal. A avaliação do especialista, portanto, analisa quais as...
Qual a diferença entre uma rinoplastia funcional e estética?

Qual a diferença entre uma rinoplastia funcional e estética?

Muitas pessoas têm interesse em realizar uma cirurgia plástica do nariz, entretanto não sabem que existem diferenças entre a rinoplastia funcional e estética, e uma cirurgia que atenda essas duas demandas pode ser mais adequada. Entre os problemas funcionais que podem ser corrigidos em uma rinoplastia estão o desvio de septo, a hipertrofia dos cornetos nasais, patologias dos seios da face, entre outros. Já as questões estéticas que podem ser alteradas incluem diversos detalhes de ponta, dorso, e tamanho do nariz. Ao procurar um cirurgião plástico para conduzir o procedimento, o paciente pode estar interessado em realizar apenas uma das intervenções, mas o diagnóstico do especialista pode demonstrar a importância de se juntar estas demandas, permitindo além de tornar o nariz esteticamente mais agradável e harmonioso, também corrigir problemas anatômicos que possam limitar a capacidade respiratória do paciente. Devido a esses fatores é fundamental escolher um cirurgião plástico que tenha experiência na realização de procedimentos nasais de forma que ele consiga alinhar as expectativas estéticas e funcionais do paciente, com a melhor conduta profissional para atender problemas que o próprio paciente não tenha identificado. Para que um diagnóstico correto seja dado é importante que o especialista solicite os exames pré-operatórios para que seja realizada uma análise completa da estrutura e anatomia do nariz. Portanto, a principal diferença entre os procedimentos é que a rinoplastia funcional visa corrigir as estruturas anatômicas e internas no nariz para melhorar a capacidade respiratória do paciente. Já a rinoplastia estética tem como objetivo melhorar a aparência do nariz em relação ao restante do rosto, proporcionando mais harmonia e simetria à face. Ambos os procedimentos...
O que é desvio septo caudal?

O que é desvio septo caudal?

Apesar de pouco conhecido, o desvio septo caudal é uma ocorrência clínica que pode causar obstruções graves na capacidade respiratória do paciente, além de impactar na estética do nariz, sendo por essa razão passível de cirurgia funcional e estética. Pesquisas indicam uma baixa incidência desta imperfeição, sendo que estudos conduzidos por Guyuron et al. indicaram uma ocorrência de 5% de desvio caudal em pacientes que sofriam de desvio de septo. Já um levantamento realizado por Sedwick et al. indicou que este tipo de desvio esteve presente em 8% de 2.043 casos analisados. Apesar da baixa incidência comprovada cientificamente, o problema não deve ser diminuído por especialistas e pelos pacientes que sofrem com a condição. Como identificar o desvio do septo caudal? O desvio do septo caudal é diagnosticado quando sua porção desviada está localizada na área mais anterior, próxima à abertura das narinas. Ocorrências desse tipo também causam uma obstrução nasal, prejudicando a capacidade respiratória do paciente. Há ainda alterações estéticas decorrentes da condição. Além dos graves prejuízos funcionais, pacientes afetados pelo desvio do septo anterior também apresentam deformidades estéticas evidentes no nariz. As principais são a assimetria das narinas e desvios da ponta nasal. Devido às problemáticas funcionais e estéticas relacionadas com a ocorrência deste tipo de desvio de septo, especialistas têm se debruçado sobre a questão em busca de tratamentos que sejam adequados, entretanto, a correção do desvio septo caudal está entre os procedimentos mais complexos da área cirúrgica do nariz. Os desafios adicionais dos procedimentos que visam reverter esta condição devem-se à localização do desvio, que está numa área de importante sustentação do nariz, e de...
Entenda como funciona a anatomia cirúrgica do nariz

Entenda como funciona a anatomia cirúrgica do nariz

A cirurgia de rinoplastia é realizada com o objetivo de alterar aspectos estéticos do nariz. Com o procedimento, imperfeições ou insatisfações do paciente podem ser corrigidas, proporcionando uma aparência mais satisfatória, sem perda da harmonia e naturalidade da face. A cirurgia plástica do nariz é de grande complexidade, sendo imprescindível que seja realizada por um cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o que garante que o profissional tem experiência na área e conhecimentos necessários sobre a anatomia do nariz. É devido aos diversos componentes da estrutura nasal que a rinoplastia é uma cirurgia tão complexa. Além desse fator, uma cirurgia não conduzida por um profissional qualificado pode resultar em complicações na respiração do paciente, o que faz da escolha do médico determinante no sucesso do procedimento. Como é a anatomia cirúrgica do nariz? O cirurgião plástico poderá solicitar exames de imagem antes da realização da rinoplastia, o que permite visualizar com bastante precisão a anatomia cirúrgica do nariz. Com esse exame em mãos, o profissional consegue identificar imperfeições estruturais, além de conhecer melhor as características internas do nariz podendo estudar as particularidades do caso antes da cirurgia. O nariz é estruturado por duas partes, uma óssea e outra cartilaginosa. A parte óssea é composta por: ossos próprios nasais; processo nasal do osso frontal; processo frontal do osso maxilar; ossos vômer e etimóide. Já a região cartilaginosa é composta por cartilagem alares, cartilagens triangulares e cartilagem septal. Há ainda o revestimento nasal. Ele é formado por uma camada muscular, tecido gorduroso, mucosa nasal na área interna e pele, na externa. Na área interna existem duas cavidades...
Como fica a alimentação e respiração após a rinoplastia?

Como fica a alimentação e respiração após a rinoplastia?

A rinoplastia é a cirurgia plástica indicada para pessoas que estão insatisfeitas com a estética do nariz e desejam melhorá-la seja diminuindo o tamanho, afinando às asas nasais, mudando a projeção da ponta, entre outras. Entretanto, antes de se submeter a um procedimento cirúrgico muitos pacientes ficam preocupados com o pós-operatório, tendo receio do excesso de privações que podem ser necessárias neste período. Assim, conhecer como será a recuperação é um fator importante antes de se decidir pela cirurgia plástica. O médico especialista responsável pelo caso é o mais indicado para explicar as contraindicações do período pós-operatório. Conversar com ele para esclarecer dúvidas previamente é uma forma mais segura e tranquila de encarrar esta fase. Dois aspectos principais que podem preocupar o paciente que deseja realizar uma rinoplastia referem-se à alimentação e como ficará a respiração depois da cirurgia. A alimentação no pós-operatório A rinoplastia pode ser de diferentes formas, como aberta ou fechada, dependendo dos objetivos do paciente e da preferência do cirurgião plástico. Independente da técnica utilizada, entretanto, é essencial que o paciente tenha uma alimentação leve e sem excessos nos dias seguintes à cirurgia. Devido à manipulação da região, pode haver alteração na sensibilidade. Nos três primeiros dias não é indicado ingerir alimentos quentes, para evitar sangramentos e piora do inchaço. Alimentos frios e gelados podem ser utilizados normalmente. Não há restrição também quanto a alimentos sólidos. Estes podem ser  ingeridos como da hábito, se não causarem desconforto à mastigação. Como fica a respiração depois da rinoplastia? Um receio bastante recorrente é sobre a respiração depois de realizar a cirurgia de nariz. Ainda que a cirurgia...
Como escolher um cirurgião para a rinoplastia?

Como escolher um cirurgião para a rinoplastia?

A rinoplastia é um procedimento estético complexo e deve ser realizada por um cirurgião plástico com experiência na realização da técnica para garantir um resultado mais satisfatório para o paciente. Ao interessar-se pela realização dessa intervenção estética, muitos pacientes se questionam sobre como escolher um especialista. A seguir, identificamos algumas etapas importantes que devem ser seguidas pelo paciente que deseja encontrar um especialista de confiança e com os conhecimentos necessários para a realização da cirurgia. Pesquisando um cirurgião plástico Quando interessado em fazer a rinoplastia, o paciente pode iniciar a busca realizando pesquisas sobre o procedimento e profissionais que o executam. Mesmo que tenha alguma indicação de especialista, é importante visitar o site do profissional, ler os conteúdos relacionados com a rinoplastia para analisar o conhecimento dele sobre a técnica. Para encontrar um cirurgião plástico de confiança é necessário realizar uma busca no site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica na aba “Encontre um cirurgião”. Indique o nome do médico na busca para verificar se ele está apto para realizar o procedimento e se é um membro “especialista” da SBCP. Essa indicação comprova que o profissional concluiu a residência em cirurgia plástica, o que garante ao paciente que o médico realizou todos os processos legais para realizar esse tipo de cirurgia. Outro passo importante é avaliar o currículo do médico. Avalie em qual universidade e/ou hospital ele estudou e onde fez a residência médica. Também avalie a participação em congressos e eventos da área médica e os artigos relacionados ao tema de rinoplastia. As técnicas e recursos utilizados avançam constantemente para proporcionar mais segurança e resultados mais satisfatórios aos...