Tel: (11) 5093-3921 / (11) 96445-1045
Facebook do Dr. Paolo Linkedin do Dr. Paolo Instagram do Dr. Paolo Twitter do Dr. Paolo Canal do Youtube do Dr. Paolo
Quais procedimentos podem ser realizados juntos da lipoaspiração?

Quais procedimentos podem ser realizados juntos da lipoaspiração?

É bastante comum que ao procurar um cirurgião plástico com o objetivo de fazer uma lipoaspiração a paciente também tenha interesse em realizar outros procedimentos associados. A pergunta que fica é quais deles podem ser realizados juntos. Apesar de parecer uma questão simples, a associação de cirurgias plásticas deve considerar fatores relevantes, como o tempo de cirurgia, pós-operatório e saúde da paciente. Os benefícios relacionados com a prática são vários, como: a paciente submete-se apenas a um pré e pós-operatório; custos reduzidos devido ao aproveitamento de equipamentos e recursos, como anestesia e hospital; algumas despesas podem ser cobertas pelo plano de saúde, como o período de internação; cuidados na recuperação são semelhantes, como dieta especial e repouso. Apesar dos diversos benefícios de realizar uma cirurgia plástica associada, apenas o cirurgião plástico poderá confirmar a viabilidade de juntar procedimentos. Antes desta definição serão solicitados exames laboratoriais e clínicos que comprovem que a paciente está em um bom estado de saúde. Existem diversos procedimentos que podem ser associados com a lipoaspiração. O médico responsável vai avaliar principalmente: tempo médio de anestesia não pode ultrapassar entre 5 e 7 horas, visto que cada procedimento possui um tempo estimado de execução; perda de sangue causada por cada técnica, de forma que associá-las não ofereça risco a paciente; doenças prévias e crônicas identificadas no histórico da paciente; a recuperação e repouso não podem ser incompatíveis, por exemplo, considerando a posição para dormir etc. Avaliando essas características, alguns procedimentos podem ser associados sem colocar em risco a saúde e recuperação da paciente, obtendo um resultado final mais satisfatório. Lipoaspiração associada à mamoplastia Um dos procedimentos...
O procedimento de lipoaspiração deixa cicatriz?

O procedimento de lipoaspiração deixa cicatriz?

A lipoaspiração é um dos procedimentos estéticos mais procurados por homens e mulheres que desejam deixar o corpo mais escultural. Um dos maiores receios dos pacientes que pretendem submeter-se à cirurgia plástica refere-se às cicatrizes resultantes do procedimento. Inicialmente é preciso afirmar que o procedimento de lipoaspiração deixa cicatrizes sim, entretanto, elas são muito pequenas, em torno de 1 cm. Além de extremamente pequenas, as cicatrizes resultantes do procedimento são bastante discretas, normalmente, sob a marca do biquíni, no sulco mamário, nas axilas, no umbigo, entre outras áreas nas quais ficam quase imperceptíveis. A cicatriz refere-se à incisão feita para introdução das cânulas que aspiram a gordura, não sendo necessário no caso da lipoaspiração incisões grandes ou que permitam que o cirurgião plástico tenha uma visão ampla. Como é a cicatriz da lipoaspiração? Uma vez que a lipoaspiração pode ser realizada em diversas partes do corpo, o local da cicatriz pode variar bastante de acordo com a região onde está a gordura localizada que o paciente deseja extrair. Já que a lipoaspiração de fato deixa cicatriz, é importante que o paciente saiba quais escolhas podem interferir na aparência dessa cicatriz. Alguns cuidados do pós-operatório são importantes para que haja uma boa cicatrização. Saiba quais fatores permitem um melhor resultado da lipoaspiração. Cirurgião plástico responsável Inicialmente, a escolha do cirurgião plástico que será responsável pela lipoaspiração determinará a qualidade e segurança do procedimento, influenciando o resultado final obtido e as cicatrizes. Um bom profissional vai se certificar do quadro clínico da paciente antes de submetê-la ao procedimento, solicitando os exames necessários para identificar riscos durante a cirurgia e no pós-operatório....
Como é feito o implante de silicone nas mamas?

Como é feito o implante de silicone nas mamas?

Um dos procedimentos estéticos mais procurados no Brasil é o implante de silicone nas mamas, também chamada de mamoplastia de aumento, pois visa dar mais volume aos seios. A técnica caracteriza-se por ser bastante segura, mas é importante que a paciente conheça as etapas da cirurgia. O cirurgião plástico responsável pelo caso auxiliará em algumas etapas, como definir qual o tipo de incisão será realizado e qual o tipo de prótese mais indicado. Normalmente, essas decisões são tomadas em comum acordo entre o médico e a paciente, considerando as expectativas dela com o procedimento. Como é a cirurgia de implante de silicone nas mamas? Inicialmente, a paciente deve decidir juntamente com o médico algumas características do procedimento que vão determinar como ele será realizado. Por exemplo, a prótese de silicone pode ser alocada abaixo ou acima do músculo peitoral ou entre o músculo e a glândula, sendo a decisão relevante para o resultado que será obtido. Posteriormente, deve-se decidir qual tipo de incisão será realizada. Independentemente do local escolhido, é comum que o corte tenha entre 4 a 5 centímetros, pois como o silicone é maleável é possível inseri-lo mesmo com uma pequena abertura. Logo antes do procedimento, o cirurgião plástico vai realizar as marcações na mama da paciente, como o local da incisão. Posteriormente será feita a anestesia que pode ser local com sedação, peridural ou geral. Após a paciente anestesiada, o médico realizará a incisão e efetuará o descolamento do local no qual será colocada a prótese, podendo ser sob a glândula ou sob o músculo. Após isso ele vai inserir e ajustar a prótese no local...
Quais são os tipos de implantes mamários?

Quais são os tipos de implantes mamários?

Ainda que a mamoplastia de aumento seja uma cirurgia plástica bastante recorrente no Brasil, alguns detalhes do procedimento são menos conhecidos, inclusive entre as pessoas que desejam realizar a inclusão de implantes mamários. Esse é o caso de informações como material da prótese e formatos disponíveis. Essas questões são abordadas pelo cirurgião plástico nas consultas pré-cirúrgicas, nas quais essas diferenciações serão apresentadas à paciente, assim como detalhes do procedimento e a avaliação do quadro clínico. Inicialmente é relevante saber que existem próteses de diferentes materiais. Elas são divididas basicamente em três grupos: implante de gel de silicone: opção mais conhecida pelo público e também a mais utilizada em mamoplastias de aumento. Consiste em um material bastante maleável e com uma textura gelatinosa de boa consistência que o aproxima da textura dos tecidos mamários; implante de poliuretano: esse tipo de prótese é composta por gel de silicone com um revestimento de poliuretano. O material que recobre a silicone destaca-se por aderir ao tecido mamário, deixando a prótese bem fixa. Essa característica, entretanto, dificulta uma cirurgia de remoção ou substituição da prótese; implante de solução salina: essa opção tem a grande maleabilidade como principal vantagem, sendo que o cirurgião plástico consegue administrar o volume do líquido na dosagem mais adequada para o caso, proporcionando um resultado bastante simétrico e alinhado com as expectativas da paciente. A opção ainda não está disponível no Brasil, mas em outros países costuma ser usada para mamoplastias de aumento e reconstrutivas. Além do material do qual é feita, a prótese pode se diferenciar pelo formato que possui, sendo uma decisão importante para o resultado final que...
Qual a diferença entre mamoplastia e mastopexia?

Qual a diferença entre mamoplastia e mastopexia?

As técnicas voltadas para a correção estética dos seios são diversas, como a mamoplastia e a mastopexia. No entanto, é importante conhecer quais são as indicações de cada procedimento, pois eles proporcionam resultados diferentes. Muitas mulheres buscam na cirurgia estética dos seios uma forma de aumentar a autoestima e a satisfação com o próprio corpo. Algumas desejam reduzir ou aumentar, outras preferem corrigir imperfeições e a flacidez. Portanto, para escolher a técnica mais alinhada com os objetivos, visitar a um cirurgião plástico é essencial. Diferenças entre mamoplastia e mastopexia Conhecer como a mamoplastia e a mastopexia podem atender aos objetivos estéticos existentes com a intervenção é o primeiro passo para escolher o procedimento correto. Saiba mais sobre essas técnicas! Mamoplastia A mamoplastia é a cirurgia plástica que tem como objetivo alguma alteração no volume dos seios. Pode ser indicada tanto a mamoplastia redutora quanto a de aumento, sendo que cada uma delas também tem indicações específicas: mamoplastia redutora: procedimento indicado para mulheres que apresentam seios muito grandes e que podem causar algum problema associado, como dores nas costas, irritações na pele, depressões nos ombros devido o uso contínuo do sutiã ou mesmo pela insatisfação da paciente. As cicatrizes resultantes são maiores, em “T”invertido; mamoplastia de aumento: técnica que tem o objetivo inverso, sendo indicada para mulheres que têm seios pequenos e estão insatisfeitas com esse aspecto, desejando seios mais volumosos. As cicatrizes finais são bastante reduzidas e pouco perceptíveis. Observa-se que, em ambos os procedimentos, a intervenção limita-se à mudança de tamanho dos seios, seja para aumentar ou diminuir as mamas. Mastopexia A mastopexia é o procedimento indicado para...
Quais os locais do corpo em que a lipoaspiração pode ser feita?

Quais os locais do corpo em que a lipoaspiração pode ser feita?

A lipoaspiração é uma cirurgia plástica que tem como objetivo reduzir a gordura localizada, sendo possível realizá-la em diferentes partes do corpo que tenha acúmulo de gordura. Diferentemente do que algumas pessoas acreditam, o procedimento não é indicado como uma opção para redução do peso, sendo voltado para alcançar um corpo mais escultural e bem delineado. Quais os locais e resultados da lipoaspiração? A cirurgia de lipoaspiração pode ser realizada em diferentes locais do corpo, apresentando resultados bastante satisfatórios em diferentes áreas. O procedimento também pode ser realizado em diferentes locais em uma mesma cirurgia, caso as regiões afetadas não prejudiquem o pós-operatório uma da outra, e não tornem a cirurgia muito longa e com riscos ao paciente. Conheça em quais regiões a lipoaspiração pode ser realizada e quais os resultados que podem ser esperados em cada local. Lipoaspiração para Abdome O abdome é uma região bastante procurada por pacientes interessados em fazer a lipoaspiração devido ao acúmulo de gordura localizada principalmente acima e ao redor do umbigo. A região é bastante sensível por causa da presença de órgãos vitais, sendo importante realizar o procedimento com um cirurgião plástico especializado. Os resultados costumam ser satisfatórios, mas é importante que o paciente use uma cinta compressora nos meses seguintes à cirurgia para melhorar os efeitos obtidos, e realize sessões de drenagem linfática com um profissional com experiência na área. Lipoaspiração para Flancos Os pneuzinhos e flancos também podem ser amenizados ou eliminados com a lipoaspiração. O procedimento pode contemplar o excesso de gordura presente na lateral da cintura e das costas. Dependendo da região, a lipoaspiração pode ser menos eficiente,...