Lipoenxertia facial – como funciona o preenchimento com gordura?

Lipoenxertia facial – como funciona o preenchimento com gordura?

O envelhecimento natural provoca a atrofia e flacidez de músculos, pele e gordura, além de remodelamento ósseo, afetando bastante o rosto com surgimento de linhas de expressão e perda de volume da face, aumentando a ocorrência de marcas e sulcos. A lipoenxertia facial tem como objetivo amenizar essa aparência envelhecida, proporcionando rejuvenescimento aos pacientes que se submetem ao procedimento. Também chamada de preenchimento facial com gordura autóloga, a técnica devolve o volume facial, como nas maças do rosto e região palpebral, além de rejuvenescer a pele devido aos benefícios promovidos pelas células-tronco do enxerto que produzem novas células para a pele. A técnica, portanto, tem grandes benefícios estéticos, sendo necessário saber como ela é realizada para garantir a segurança do paciente durante o procedimento. Como funciona a lipoenxertia facial? A lipoenxertia facial consiste no uso de gordura do próprio paciente para o enxerto na face que dará volume e melhoria na aparência e qualidade dos tecidos. Esta gordura é extraída através de uma pequena lipoaspiração. A lipoaspiração é realizada através do uso de cânulas e seringas que chegam até o tecido adiposo, camada que fica abaixo da pele, e a gordura localizada é aspirada usando um sistema de vácuo. O paciente pode optar por associar a lipoenxertia facial com uma lipoaspiração completa ou então extrair apenas a gordura necessária para o procedimento na face. Nesses casos é comum que a lipoaspiração seja realizada na região abdominal usando a cicatriz umbilical como acesso. O especialista usará anestesia local ou tópica para amenizar os desconfortos relacionados com o procedimento. Caso o paciente opte por uma lipoaspiração completa, a técnica é um...
O que é columela pendente e quais técnicas podem resolver esse problema?

O que é columela pendente e quais técnicas podem resolver esse problema?

A columela pendente é uma condição na qual ocorre uma acentuação da curvatura da borda caudal da columela, tecido localizado entre as narinas, o que causa a exposição da pele do septo membranoso do nariz, incomodando bastante as pessoas afetadas por essa característica. Apesar do nome ser pouco conhecido, a condição afeta muitas pessoas que ao procurarem por um cirurgião plástico são informadas que se trata de uma ocorrência comum entre homens e mulheres, sendo que o incomodo maior se dá na vista de perfil, pela exposição maior das narinas. O tamanho excessivo da columela pode ser revertido por meio de uma cirurgia plástica do nariz. Também é importante ressaltar que, quando a rinoplastia primária é realizada de forma indevida ou sem conhecimento técnico suficiente por parte do cirurgião plástico, uma das consequências do procedimento pode ser esta curvatura indesejada da columela. Dessa forma, a escolha do cirurgião plástico deve levar em consideração a experiência prévia do profissional com procedimentos estéticos nasais de forma que não ocorra uma sequela indesejada a partir da cirurgia. Quais as técnicas para tratar a columela pendente ? Assim como outras imperfeições nasais, a columela pendente também pode ser revertida com a realização de uma rinoplastia. Nessa cirurgia estética o objetivo é reduzir a projeção inferior da columela, de forma que as narinas fiquem menos expostas. A redução é realizada por meio da aproximação das cartilagens da ponta, e da pele em excesso, ao septo caudal . O objetivo é dar às narinas um formato elípitico, sobretudo no perfil, balanceando a columela com a asa nasal. A avaliação do especialista, portanto, analisa quais as...