Ritidoplastia: como funciona a cirurgia de rejuvenescimento facial?

Ritidoplastia: como funciona a cirurgia de rejuvenescimento facial?

A ritidoplastia é uma cirurgia de rejuvenescimento facial  — também chamada de lifting facial — que tem como objetivo principal devolver a jovialidade do paciente ao corrigir sinais avançados da idade, como flacidez, rugas profundas e sulcos faciais. Por ser tratar de uma cirurgia de rejuvenescimento facial voltada para a correção de imperfeições relacionadas com o envelhecimento e marcas profundas, a ritidoplastia é indicada com mais frequência para pessoas com mais de 50 anos, tanto homens quanto mulheres. Ainda assim, a técnica pode ser realizada antes caso a avaliação do cirurgião plástico determine esse como o procedimento mais adequado. O envelhecimento facial pode ser influenciado por outros fatores além da idade, como tabagismo, consumo excessivo de álcool, predisposição genética, exposição solar sem proteção e outros. Quais os cuidados do pré-operatório? Antes de optar pela realização do lifting facial, o paciente deve atentar-se a uma série de fatores, como a indicação do cirurgião plástico responsável, cuidados do pré-operatório e recuperação da cirurgia. No pré-operatório os cuidados incluem: Avaliação adequada do cirurgião plástico para determinar quais imperfeições serão corrigidas e extensão do procedimento realizado; Exames médicos completos para averiguar as condições clínicas do paciente; Escolha da anestesia que será utilizada; Seguir corretamente as indicações médicas sobre medicamentos e hábitos que devem ser interrompidos antes do procedimento. Com os cuidados pré-operatórios seguidos corretamente, aumentam-se as chances de melhores resultados com a técnica. Como é feita a cirurgia de rejuvenescimento facial de ritidoplastia? A cirurgia de rejuvenescimento facial pode ter uma duração de duas a cinco horas, dependendo da extensão das alterações que serão feitas. A anestesia pode ser local com sedação ou...
Como fica a cicatriz do lifting facial?

Como fica a cicatriz do lifting facial?

O lifting facial, também conhecido como ritidoplastia, é um procedimento para o rejuvenescimento facial. Devido à extensão das mudanças, entretanto, muitos pacientes que desejam realizar a técnica ficam preocupados com a cicatriz do lifting facial. Uma vez que a cicatriz do lifting facial é um receio frequente dos pacientes, explicamos a seguir como é realizada a cirurgia e quais cuidados podem ser tomados para melhorar a cicatrização do procedimento. O que é lifting facial? O lifting facial é um procedimento que tem como objetivo rejuvenescer a face por meio da retirada do excesso de pele e reposicionamento das estruturas faciais, medidas essas que contribuem para amenizar as linhas de expressão, rugas e sulcos. Existem diferentes técnicas para ritidoplastia de acordo com o interesse do paciente, que pode ser focado no terço superior da face, que são supercílios e testa, terço médio formado pela parte abaixo dos olhos, bochechas e bigode chinês, e terço inferior, para correções na região abaixo da boca, como queixo e pescoço. Dessa forma, o procedimento usado pode variar de acordo com os objetivos do paciente. Entretanto, em geral, o cirurgião plástico realiza uma incisão iniciada na têmpora do paciente, estendendo-se para baixo pela linha à frente das orelhas, circulando a orelha e terminando no couro cabeludo. Verifica-se, portanto, que a incisão para o procedimento é extensa, entretanto, ela segue a linha do couro cabeludo, de forma que normalmente a marca seja ocultada pelo cabelo. Além disso, o cirurgião plástico visa realizar suturas bastante delicadas, para que a cicatriz do lifting facial seja discreta, praticamente imperceptível. Nenhuma cirurgia pode ser realizada sem resultar em cicatrizes, ainda...
Conheça os melhores tratamentos para o rejuvenescimento facial

Conheça os melhores tratamentos para o rejuvenescimento facial

Atualmente, a vaidade não é uma qualidade restrita a um grupo de pessoas, sendo que tanto homens quanto mulheres, de diferentes idades, buscam soluções para uma estética mais harmoniosa. Com isso, os tratamentos de rejuvenescimento facial estão entre os mais buscados. Inicialmente, deve-se saber que o rejuvenescimento facial pode implicar em tratamentos cirúrgicos ou clínicos, que são aqueles realizados no consultório. Conhecer as indicações de cada um deles é fundamental para uma decisão mais acertada e alinhamento correto das expectativas com aquilo que pode ser atendido pelo procedimento. Tratamentos clínicos para rejuvenescimento facial Os tratamentos para rejuvenescimento facial são indicados quando os incômodos do paciente são leves ou médios, como rugas finas, manchas, marcas de expressão ou problemas semelhantes. Os principais deles são: Aplicação de Botox® A aplicação de toxina botulínica, conhecida popularmente como Botox®, é indicada para tratamentos de rugas e linhas de expressão, principalmente, na região próxima dos olhos e testa. A substância é aplicada com agulha e o procedimento é considerado pouco invasivo. No organismo, a toxina botulínica funciona interrompendo a comunicação nervosa da região na qual foi aplicada, impedindo a contração muscular que causa as rugas. Para que o resultado seja natural, é importante realizar o procedimento com um cirurgião plástico especializado. Ácido hialurônico Muitas vezes confundido com o Botox® está o ácido hialurônico, sendo o procedimento conhecido como preenchimento facial. Devido às propriedades da substância, essa aplicação é indicada principalmente em casos de sulcos faciais ou flacidez excessiva, pois ela hidrata a região e melhora a firmeza da pele. Peelings químicos Outro tratamento clínico de rejuvenescimento facial é o peeling químico, sendo que esse...